NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Em abril a economia regional cresceu 8,8%, o maior aumento desde que o Indicador Regional de Atividade Económica foi criado em março de 2006. O maior crescimento mensal registado na Madeira tinha sido 2,9%, em setembro e novembro de 2016.

A atividade económica da Madeira voltou a crescer, em abril, depois de ter estado em terreno negativo desde março de 2020, indicam os dados da Direção Regional de Estatística (DREM).

 

Em abril a economia regional cresceu 8,8%. Este é a maior subida desde que o Indicador Regional de Atividade Económica (IRAE) foi criado em março de 2006. Em termos mensais o maior crescimento que a economia regional tinha regista foi 2,9%, em setembro e novembro de 2016.

 

A atividade económica regional esteve a operar, em terreno negativo, entre março de 2020 e março de 2021. É preciso recuar ao período entre março de 2011 e maio de 2013 para encontrar a economia regional tanto tempo em quebra.

 

Podem também identificar-se vários períodos em que a economia regional esteve pelo menos seis meses em terreno negativo (abril de 2006 a dezembro de 2006; dezembro de 2008 a fevereiro de 2010; março de 2011 a maio de 2013).

Partilhar