NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A marca de iogurtes vai saciar a sua fome por energia limpa contratando durante 10 anos toda a eletricidade que a Iberdrola produzirá numa nova central solar de 590 megawatts na região de Cáceres. Na construção participa uma empresa bracarense.

O apetite das multinacionais por energias verdes tem estado a crescer nos últimos anos e a Danone não é excepção. A conhecida empresa de iogurtes firmou um contrato de longo prazo para adquirir a eletricidade que será produzida pela Iberdrola na central fotovoltaica Francisco Pizarro, que será a maior central solar da Europa.

 

Com 590 megawatts (MW) de potência, esta nova central está já a ser construída pela Iberdrola na região de Cáceres e entrará em operação em 2022, com uma produção anual de 73 gigawatt hora (GWh), que será totalmente adquirida pela Danone para abastecer de energia limpa 29 pontos de consumo que aquela empresa tem em Espanha.

 

Adicionalmente a Danone também contratará outros 104 GWh por ano de eletricidade verde da Iberdrola.

 

A energia da central fotovoltaica Francisco Pizarro será entregue à Danone durante 10 anos. A central representa um investimento superior a 300 milhões de euros e no pico da construção estarão envolvidas cerca de 1.200 pessoas.

 

E é na fase de construção que o maior projeto fotovoltaico em curso na Europa contará com mão portuguesa.

A empresa bracarense Rosseti Engenharia, especializada em projetos de energias renováveis, foi contratada para participar na construção do empreendimento, que ocupará 1300 hectares.

 

Citado pelo site especializado Renews.biz, o diretor de produção da empresa de Braga, Rui Martins, declarou que "é um grande desafio para a Rosseti Engenharia participar neste projeto de enorme dimensão, mas ao mesmo tempo é uma responsabilidade acrescida que resulta do caminho encetado nas energias renováveis".

 

A Rosseti já participou na construção de 3500 MW de projetos de energias limpas em várias regiões do mundo, de Portugal a França, passando pelo Brasil e Argentina, entre outras geografias.

Partilhar