NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Dois projetos portugueses de longa-metragem de animação, dos realizadores Nuno Beato e José Miguel Ribeiro, integram em março o encontro internacional de coprodução Cartoon Movie, em Bordéus (França), foi hoje anunciado.

O Cartoon Movie é considerado um dos mais importantes pontos de encontro dedicados às longas-metragens de animação, tendo sido selecionados 57 projetos, em diferentes fases de produção, entre os 114 submetidos à organização.

 

O Cartoon Movie decorrerá de 08 a 10 de março, naquela cidade francesa, e contará com os projetos portugueses "Os demónios do meu avô", de Nuno Beato, e "Nayola", de José Miguel Ribeiro, primeiras longas-metragens de animação para os dois realizadores.

 

"Os demónios do meu avô" é uma produção da Sardinha em Lata e conta com coprodução de França e Espanha. O orçamento ronda os dois milhões de euros.

 

O filme, com argumento de Nuno Beato e Possidónio Cachapa, está a ser feito em 'stop-motion' com animação de volumes e é ambientado numa aldeia imaginária em Vale do Sarronco, povoada de humanos, animais e seres fantásticos inspirados no universo singular da ceramista Rosa Ramalho.

 

"Nayola" é uma produção da Praça Filmes, com coprodução com França, Países Baixos e Bélgica, e um orçamento de cerca de 3,5 milhões de euros.

 

O argumento é de Virgílio Almeida a partir de uma peça de teatro escrita por José Eduardo Agualusa e Mia Couto, que por sua vez deriva de um conto publicado nos anos 1990 pelo autor angolano. A narrativa cruza três gerações de mulheres e tem a guerra civil de Angola como pano de fundo.

 

Segundo a organização, no próximo Cartoon Movie apenas 12% dos projetos selecionados estão numa fase de produção em que já existem conteúdos animados disponíveis para visualização pelos profissionais do setor. Entre eles estão os dois filmes portugueses.

 

França tem 15 projetos selecionados, seguindo-se Espanha com oito projetos. Destaque ainda para a presença de dez projetos de produção nórdica, juntando Dinamarca, Finlândia, Islândia e Noruega.

 

A revista Variety escreve que cada minuto de cinema de animação a ser apresentado em 2022 no Cartoon Movie custou, em média, 57.600 euros (64.929 dólares), ligeiramente abaixo dos 73.569 euros (82.886 dólares) de 2020.

 

Dos 57 projetos selecionados, 44 têm orçamento de produção a variar entre os dois e os oito milhões de euros. Apenas um projeto de longa-metragem ultrapassa os dez milhões de euros de produção.

Partilhar