NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Rafael Campos Pereira: Vice-presidente da associação que representa a indústria metalúrgica, a mais exportadora do país, mostra-se céptico em relação às metas de redução de emissões poluentes para 2030.

Mais mudanças na legislação laboral podem pôr em risco alguns sectores económicos, defende a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP). Numa altura em que é mais difícil planear a produção, os patrões do sector que representa quase 40% das exportações nacionais de bens dizem que precisam de manter uma gestão flexível da jornada laboral. Rafael Campos Pereira, vice-presidente da AIMMAP, aplaude a solução de governo sem acordos com "a esquerda radical", que é "hostil às empresas", e defende que PS e PSD têm a obrigação de se entenderem sobre o rumo da governação, "assumindo a responsabilidade dos resultados que tiveram".

 

Leia a notícia na íntegra aqui.

Partilhar