NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A EDP Renováveis garantiu um novo contrato de 25MW (Megawatt) relativo a um projeto de solar fotovoltaico na Hungria, por um período de 15 anos, aumentando para 75MW a capacidade naquele país, avançou a empresa à agência Lusa, em comunicado.

“A construção do projeto será iniciada durante o próximo ano, estando a entrada em operação comercial prevista para o quarto trimestre de 2023”, refere a elétrica.

 

Com este novo contrato, a EDP Renováveis diz “reafirma[r] a sua estratégia de crescimento na Hungria, atingindo 75MW neste mercado”, onde entrou em fevereiro passado com um contrato por diferença de 15 anos para vender energia produzida por outro projeto solar fotovoltaico, num total de 50MW.

 

“A EDPR garantiu um aumento da capacidade na Hungria, o que reforça a nossa ambição de continuar a crescer neste mercado europeu. Além disso, o facto de estes novos projetos serem parques fotovoltaicos solares fortalece a nossa estratégia de diversificação tecnológica no caminho para a transição energética, contribuindo também para a sustentabilidade do país”, afirma o presidente da EDP e da EDP Renováveis, Miguel Stilwell d’Andrade, citado na nota enviada à Lusa.

 

Assumindo-se como o “quarto maior produtor mundial de energia renovável”, a EDP Renováveis salienta que “o sucesso da empresa em garantir novos contratos de longo prazo reforça o seu perfil de baixo risco e a sua estratégia de crescimento com base no desenvolvimento de projetos competitivos com uma visibilidade a longo prazo”.

 

As ações da EDP Renováveis seguem a subir 3,12% para 21,88 euros.

Partilhar