NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O argentino Marcelo Nico substituiu Miguel Matos na liderança da Tabaqueira, subsidiária da Philip Morris International (PMI), sendo que o gestor português foi designado diretor-geral para os mercados Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo), anunciou hoje o grupo.

Marcelo Nico, que foi até ao final de 2020 responsável por oito mercados na região da África do Sul e Ilhas do Índico, assumiu a direção-geral da Tabaqueira – a maior empresa de produção e comercialização de tabaco em Portugal no início deste ano.

O novo diretor-geral da Tabaqueira, que é um dos maiores centros de produção do grupo na Europa desenvolveu a maior parte da sua carreira na PMI, onde trabalha deste 2003.

 

“Desde então e até 2010 esteve, sobretudo, ligado às áreas comerciais, de vendas e marketing, em mercados como o italiano, suíço, russo e na região da América Latina, tendo na última década desempenhado funções de crescente responsabilidade no mercado sul-africano, numa primeira fase, conquistando progressivamente a gestão de mais mercados até ser nomeado, em 2015, responsável por toda a região”, refere a empresa.

 

“Ao longo dos últimos cinco anos, Marcelo Nico teve a responsabilidade de desenvolver o processo de transformação de negócio da PMI rumo a um futuro sem fumo, através da inovação, da digitalização e da mobilização de talento em torno destes objetivos”, acrescenta.

 

Numa mensagem enviada aos cerca de 1.000 trabalhadores da Tabaqueira, Marcelo Nico disse ser “com grande entusiasmo” que assume a liderança da empresa.

 

“A experiência que trago de 17 anos na PMI, cinco dos quais como responsável pelo ‘cluster’ de mercados da África do Sul, será posta ao serviço da visão de crescimento que a PMI tem para o grupo”, assegurou o gestor.

 

A Tabaqueira está entre as 10 maiores exportadoras portuguesas e iniciou há cinco anos a comercialização de tabaco sem combustão, que conta com cerca de “250 mil” consumidores no mercado português.

 

“Com base nos dados apurados pela Tabaqueira, com um aumento de cerca de 13% nas exportações em 2020, assumimos com orgulho o nosso contributo para a economia e emprego nacionais”, refere o grupo, no comunicado.

 

Fundada em 1927, é desde 1997 subsidiária da Philip Morris International. Em 2019 exportou mais de 80% da sua produção para 17 países, cerca de 600 milhões de euros.

Partilhar