NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Nos primeiros quatro meses de 2023 o INE dá conta de as dormidas no país terem aumentado em média 30% , com destaque para os turistas estrangeiros (+37,1%).

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, divulgados esta quarta-feira, o setor do alojamento turístico em Portugal registou 2,7 milhões de hóspedes e 6,8 milhões de dormidas em abril de 2023. Estes números correspondem a crescimentos de 16,5% e 13,8%, respetivamente, face ao mesmo período de 2022. 

Por comparação com o mês anterior, o número de hóspedes no país cresceu 30,7% e o número de dormidas aumentou 26,8%, em março de 2023.
 
Nos primeiros quatro meses de 2023 o INE dá conta de as dormidas terem aumentado em média 30%, com destaque para os estrangeiros (+37,1%). Comparando com o mesmo período de 2019 (pré-pandemia), as dormidas no país cresceram 14,2%.
 
Em relação ao número global, os turistas portugueses contribuíram com dois milhões de dormidas (um crescimento homólogo de 7,3%), enquanto os viajantes provenientes de outros países totalizaram 4,8 milhões de dormidas (+16,8%).  

Entre os estrangeiros, as dormidas de turistas britânicos representaram 18,1% do total de não residentes em abril. Por seu lado, o mercado espanhol, com uma quota de 11,9%, aumentou 2,3%, enquanto o alemão (11,4% do total) diminuiu 2,1%. Já o Canadá e os Estados Unidos destacaram-se por registarem os maiores crescimentos face a abril de 2022 (+89,5% e +54,2%, respetivamnete).

Apenas a Finlândia, a Bélgica, a Dinamarca e os Países Baixos registaram decréscimos nas dormidas (-11,5%, -5,9%, -2,0% e -0,4%, respetivamente). 
 
Por comparação com o período pré-pandemia (abril de 2019), as dormidas de turistas portugueses aumentaram em todas as regiões, destacando-se a Madeira (+105,4%). Por outro lado, as dormidas de estrangeiros cresceram em todas as regiões do país, mas de forma menos expressiva no Algarve (+1,7%), mostram os dados do INE relativos à Atividade Turística em Portugal. 

Em termos de tipologia de alojamento, as dormidas continuam a superar os valores de 2019, principalmente no turismo no espaço rural e de habitação. Nos hotéis (82,3% do total) o número de dormidas aumentou 12,9% (+13,0% face a abril de 2019), enquanto em alojamentos locais (14,1% do total) cresceu 18,6% (+14,0% face a abril de 2019). Já no turismo de habitação e rural (quota de 3,6%) as dormidas aumentaram 17,3% (+55,3% comparando com abril de 2019).

Em abril, 19,6% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (29,4% em março), refere o INE.

Partilhar