NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Environmental Intelligence Suite anunciada agora pela IBM inclui software de Inteligência Artificial e destina-se a empresas que queiram preparar-se para lidar melhor com as alterações climáticas e reduzir as emissões poluentes em toda a cadeia de fornecimento.

A IBM anunciou a criação da Environmental Intelligence Suite, uma solução que integra programas informáticos dotados de Inteligência Artificial (IA), análises climáticas, informação meteorológica e monitorização da emissão de gases poluentes para ajudar as empresas a avaliar o seu impacto no clima mundial e preparar-se para riscos que possam interromper o normal funcionamento.

 

O objetivo da IBM é que as empresas se preparem melhor para responder às necessidades de mercado e estejam prontas a ajustar algum parâmetro, caso as alterações climáticas assim o obriguem. Dados da consultora McKinsey mostram que as mudanças no clima podem conduzir a disrupções nas cadeias de fornecimento, interrupções nas linhas de produção e aumento de custos e preços, o que terá um impacto na forma de operar das empresas com cada vez maior frequência. Uma solução informática como a que a IBM traz para o mercado pode ajudar estas organizações a operarem de forma mais eficiente e mais amiga do ambiente.

 

A proposta da IBM é complementada com tecnologias desenvolvidas pela divisão de Pesquisa da empresa, aliadas a dados climatéricos de fontes públicas. O resultado final são APIs, dashboards, mapas e alertas, com a plataforma a produzir também recomendações para lidar com os desafios imediatos e para os planos de longo prazo, explica o VentureBeat. A estimativa de emissões de gases poluentes, bem como a identificação de oportunidades para a redução são outros dois ganhos trazidos pelo sistema.

 

“Não só as empresas estão a lidar com os efeitos de disrupções climáticas extremas, como estão a ser cada vez mais responsabilizadas pelos acionistas e reguladores pela forma como as suas operações têm impacto no planeta”, explica Kareem Yusuf, gestor de aplicações de IA e blockchain da IBM, completando que a “a IBM está a juntar o poder da IA e da cloud híbrida para fornecer aos serviços inteligência ambiental desenhada para os ajudar a melhorar o desempenho ambiental e a capacidade de produzir relatórios, criando operações mais eficientes, com consumos de recursos reduzidos e planear de forma resiliente para disrupções climáticas”.

 

A iniciativa da IBM não é inédita, com várias gigantes tecnológicas a investirem neste segmento e a trazer soluções como a Cloud for Sustainability da Microsoft ou a Sustainability Cloud da Salesforce.

Partilhar