NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Até julho deste ano passaram pelos aeroportos espanhóis perto de 53,5 milhões de passageiros internacionais. Portugal aparece em destaque no acumulado (janeiro-julho), com o maior crescimento entre os principais países, sendo que, no sétimo mês, só a subida da Polónia ultrapassa a nacional.

Os aeroportos de Espanha receberam, nos primeiros sete meses do ano de 2023 (janeiro a julho), perto de 53,5 milhões de passageiros provenientes de outros aeroportos internacionais, revelou o Ministério da Indústria, Comércio e Turismo de Espanha através da Turespaña, correspondendo a uma subida de 21,6% face a igual período de 2022.

 

De acordo com os dados apresentados, Portugal é o mercado que mais cresceu neste período, indicando a Turespaña uma subida de 42,4% entre os principais mercados emissores de turistas para Espanha. Isto faz com que, nos primeiros sete meses de 2023, tenham saído de Portugal perto de 1,95 milhões de pessoas em direção a aeroportos espanhóis, atingindo Portugal uma quota de 3,6%.

 

O segundo país a registar o maior crescimento, de janeiro a julho, foi a Polónia, tendo subido 40,7% face a igual período de 2022, atingindo os 942 mil viajantes provenientes de aeroportos polacos uma representatividade de 1,8% dos passageiros internacionais entrados em Espanha via aérea.

 

Neste primeiros sete meses de 2023, o mercado que mais passageiros enviou para Espanha foi o Reino Unido, com 12,1 milhões, uma subida de 19,4% face a igual período de 2022, correspondendo a 22,8% do total. Seguem-se Alemanha e Itália, com 7,4 e 5 milhões de passageiros, respetivamente, correspondendo a subidas de 11,85 e 31% pela mesmo ordem.

 

Segundo os dados da Turespaña, 59,5% dos passageiros internacionais (31,8 milhões) chegaram a Espanha utilizando voos lowcost (+22,6% face a 2022), enquanto os voos tradicionais ou regulares transportaram 21,7 milhões de passageiros, uma subida de 20,2%, representando os restantes 40,5%.

 

Entre os aeroportos destinos, a liderança pertence a Madrid Barajas, com 12,4 milhões de passageiros internacionais, uma subida de 27,4% e com uma quota de 32,2% de todos os passageiros internacionais chegados a aeroportos espanhóis.

 

O segundo aeroporto espanhol mais utilizado por passageiros aéreos internacionais foi o de Barcelona, por onde passaram mais de 10 milhões de passageiros nestes primeiros sete meses de 2023, uma subida de 29,8% e uma quota de 19%.

 

Para fechar o pódio, Palma de Maiorca, com 6,4 milhões de passageiros (+8,6%) e 12% de quota ocupa o terceiro posto.

 

Já no mês de julho de 2023, os aeroportos de Espanha receberam 10,3 milhões de passageiros internacionais, uma subida de 11,5% face a igual período do ano passado, sendo que desses, 6,1 milhões chegaram via voos lowcost (59,5% de quota), numa subida de 12,4%, enquanto via voos tradicionais foram 4,2 milhões (40,5% de quota) e um crescimento de 10,3%.

 

Também aqui Portugal aparece em destaque, embora não lidere o ranking. Dos aeroportos nacionais viajaram até Espanha 340 mil passageiros, representando uma subida de 23,3% e uma quota de 3,3%. Portugal, nesta listagem, só fica atrás da subida da Polónia que cresceu 34,7% (quota de 1,8%), embora em número de passageiros o número não ultrapasse os 190 mil.

 

No sétimo mês de 2023, o país que mais passageiros enviou para Espanha foi o Reino Unido, com 2,5 milhões, um crescimento de 8,2% (quota de 24,1%), seguido da Alemanha, com 1,5 milhões (+6,6% e uma quota de 14,2%) e da Itália, com 962 mil (+18,8% e uma quota de 9,3%).

 

Também aqui, o Aeroporto Adolfo Suárez-Madrid-Barajas foi o mais utilizado, com mais de dois milhões de passageiros internacionais, uma subida de 12,2% face a julho de 2022 e uma quota de 19,4%.

 

Seguem-se Barcelona com 1,8 milhões de passageiros internacionais (subida de 13,7% e uma quota de 17,4%) e Palma de Maiorca, com 1,78 milhões de passageiros (crescimento de 6,2% e quota de 17,3%).

 

Em Publituris

Partilhar