NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O AM Experience Group, empresa especializada em criar experiências de entretenimento familiares, adoptou um modelo de trabalho híbrido, que concilia os sistemas remoto e presencial, tendo como focos principais a produtividade, o bem-estar e a satisfação dos seus colaboradores e clientes.

No mês que marca o regresso ao trabalho da maioria dos portugueses, o grupo decidiu implementar a política de recursos humanos “Reset”, com vista a aproveitar as mais-valias do teletrabalho, mas também a motivar a troca de experiências e trabalho de equipa que o escritório proporciona.

 

Nuno Barbot, CEO do AM Experience Group, refere: «Sentimos que a figura do teletrabalho, que já estava prevista na empresa antes da pandemia, veio para ficar e permitiu alertar-nos para o facto de o mesmo permitir manter, ou mesmo aumentar, a produtividade das organizações e, na maior parte dos casos, a satisfação e felicidade dos colaboradores. Por outro lado, em alguns momentos, observaram-se maiores desafios, quer na adopção dos princípios e valores que pretendemos ver refletidos no dia a dia, quer no fomento de um genuíno sentimento de pertença à equipa/família AM».

 

Partindo desta reflexão e de um questionário que fez aos 35 colaboradores, a empresa adoptou um modelo de trabalho, que permite, aproveitar dois dias de trabalho em modo remoto e os restantes nas suas instalações em Braga e no Porto.

 

«Em alguns períodos do ano, poderá ainda aplicar-se um regime mais intensivo de teletrabalho, sempre que for considerado do interesse de ambas as partes. Para funções em que o teletrabalho não se possa aplicar, como em logística, produção ou operações, entra em vigor um período de descanso adicional, rotativo entre a equipa, que permita que às sextas-feiras à tarde todos os colaboradores folguem, mantendo sempre um elemento para resposta a qualquer questão. A empresa espera que com esta atitude todos cumpram com maior motivação as suas responsabilidades e deveres», especifica Nuno Barbot.

 

Criando esta metodologia de trabalho, o AM Experience Group acredita que uma vez ultrapassada a crise sanitária, o grupo irá retomar o crescimento que, entre 2015 e 2019, foi anualmente de 13,4%, em média, bem como, manter os elevados níveis de produtividade demonstrado, mesmo no período pandémico.

Partilhar