NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Com a Ciphertrace Armada, bancos, corretoras de criptomoedas, wallets, caixas de ATMS de criptos e outros prestadores de serviços de ativos virtuais (VASPs) conseguem avaliar melhor o risco de fraude nas transações dos ativos digitais.

A Feedzai, fintech portuguesa especializada em soluções no combate à fraude financeira através de Inteligência Artificial, e a Mastercard estabeleceram uma parceria global para aumentarem a proteção dos consumidores contra as fraudes com criptomoedas.

 

“Para implementar soluções Anti Money Laundering eficazes, a Feedzai e a Mastercard fizeram uma parceria global para integrar a Ciphertrace Armada – a solução de intelligence da Mastercard líder mundial para criptomoedas – na plataforma RiskOps, exclusiva da Feedzai”, lê-se no comunicado.

 

A plataforma RiskOps analisa dados de transações que totalizam mais de 1,5 triliões de euros anualmente e, segundo o comunicado da empresa, “oferece um conjunto abrangente de soluções baseadas em Inteligência Artificial que foram desenhadas para impedir fraudes e crimes financeiros na origem – permitindo que os bancos sejam alertados em nanossegundos sempre que a transação pareça fraudulenta”.

 

Nuno Sebastião, CEO da Feedzai, salienta que “o compromisso da Mastercard em proteger a sua rede global de clientes contra fraudes alinha-se perfeitamente com a missão da Feedzai”.

 

“Os criminosos usam as cripto como parte de esquemas fraudulentos, e as receitas destes esquemas acabam muitas vezes por ser canalizados para uma transação de criptos arriscada ou não autorizada”, explica o gestor que acrescenta que este é também um desafio que os profissionais de combate ao branqueamento de capitais enfrentam, à medida que aumenta a sofisticação dos criminosos e das técnicas de branqueamento de capitais.

 

“Através desta parceria global vamos dar às instituições financeiras a capacidade de protegerem os seus clientes contra os riscos associados às criptos e incutirem mais confiança no ecossistema”, conclui o CEO da Feedzai.

 

Com a Ciphertrace Armada, bancos, corretoras de criptomoedas, wallets, caixas de ATMS de criptos e outros prestadores de serviços de ativos virtuais (VASPs) conseguem avaliar melhor o risco de fraude nas transações dos ativos digitais.

 

A Mastercard explica que através da combinação destas tecnologias, “os clientes da Feedzai, que em conjunto protegem mais de 900 milhões de consumidores em todo o mundo, vão passar a poder identificar e prevenir transações que envolvam trocas fraudulentas de criptomoedas antes que estas ocorram”.

 

Ajay Bhalla, presidente de Cibersegurança e de Intelligence da Mastercard, revela a propósito desta parceria que “estamos muito entusiasmados por podermos dar este passo importante para a proteção do ecossistema digital e por dar às instituições financeiras os insights de que precisam para evitar transações que envolvam trocas fraudulentas de criptomoedas”.

 

“Com esta nova parceria, vamos ser capazes de ir mais longe e ajudar a impedir fraudes e pagamentos em esquemas fraudulentos antes que estes aconteçam, dando aos clientes mais opções, segurança e, o mais importante, mais confiança”, garante Bhalla.

 

Esta parceria surge poucos meses depois de a Mastercard ter anunciado uma nova solução que ajuda os bancos a identificar fraudes em pagamentos entre contas, o Mastercard Consumer Fraud Risk, que usa Inteligência Artificial e que possibilita aos bancos interromper, em tempo real, um pagamento antes que os fundos saiam da conta da vítima.

 

Segundo o recente relatório “The State of Global Anti Money Laundering (AML) Compliance Report 2023” da Feedzai, um dos maiores desafios para as instituições financeira continua a ser, precisamente, a monitorização eficaz das transações com criptomoedas.

 

A Mastercard realça que atualmente, cerca de 40% das transações fraudulentas saem diretamente de uma conta bancária para uma plataforma de criptomoedas.

 

Em Jornal Económico

Partilhar