NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A previsão é da Federação da Indústria Alemã. Em março, a produção industrial na Alemanha atingiu o nível mais baixo desde abril de 2009 quando a crise financeira mundial estava no seu auge.

A economia alemã poderá recuar entre 3% a 6% este ano, segundo uma previsão da Federação das Indústrias Alemãs (BDI, na sigla em alemão), avança hoje a Reuters. Esta previsão tem como base uma paragem da economia alemã durante um máximo de seis semanas. Tal como outros países europeus, também na Alemanha estão fechadas escolas, lojas, restaurantes, e muitas empresas e fábricas também encerraram para impedir a disseminação da doença.

 

Na Alemanha, o motor da economia europeia, a produção recuou para o seu nível mais baixo em 11 anos.


Segundo o índice da IHS Markit, divulgado a 1 de abril, a produção, que pesa um quinto na economia alemã, recuou para 45,4 pontos a partir de 48 pontos atingidos em fevereiro.

 

Este é assim o maior recuo na Alemanha desde abril de 2009, quando a crise financeira mundial estava no seu auge.

Um valor abaixo de 50 pontos indica uma contração na atividade, enquanto um valor acima indica expansão.

Partilhar