NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Em termos de residentes externos, destaque para os crescimentos registados pelos mercados chinês (+50,3%) e canadiano (+34,7%) em janeiro, segundo o INE.

Em janeiro de 2020, o setor do alojamento turístico registou 1,4 milhões de hóspedes, o que representou 3,3 milhões de dormidas, verificando-se assim variações homólogas de +12,2% e +7,6%, respetivamente, de acordo com os dados da atividade turística divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta segunda-feira, 16 de março.

 

Em comparação com o mês de dezembro de 2019, registou-se também um crescimento de 9,4% e 7,5%, respetivamente. Já as dormidas de residentes tiveram uma subida homóloga de 12,1% e de 4,5%, face a dezembro de 2019. Por sua vez, as dormidas de não residentes registaram um crescimento homólogo de 5,6% e de 9,3%, quando comparado com o mês de dezembro.

 

No que a espaços de dormidas diz respeito, a hotelaria verificou um aumento de 7,2%, para um total de 83,2%, enquanto as dormidas nos estabelecimentos de alojamento local tiveram um peso de 14,9% do total, crescendo 8,6% e as de turismo em espaços rurais e de habitação, representaram uma quota de 1,9%,  aumentando 19,5%.

 

Já as dormidas em hostels registaram um crescimento de 16,7% em janeiro, representando 23,5% das dormidas em alojamento local e 3,5% do total de dormidas nos estabelecimentos de alojamento turístico.

 

O mercado interno em 2020 contribuiu com 1,1 milhões de dormidas, o que representou um crescimento de 12,1%, uma subida de 4,5% face a dezembro, enquanto as dormidas dos mercados externos tiveram um peso de 66,8%, crescendo 5,6%, o que significou um aumento de 9,3% face ao mês anterior, atingindo os 2,2 milhões de dormidas.

 

Em termos de residentes externos, destaque para os crescimentos registados pelos mercados chinês (+50,3%) e canadiano (+34,7%) em janeiro, mas também o mercado britânico que representou 16,0% do total das dormidas de não residentes no mês em análise, registando um aumento de 1,9%.

 

As dormidas de hóspedes alemães representaram 10,8% do total, tendo recuado 8,6% em janeiro, enquanto o mercado brasileiro representou 10,8% do total, tendo crescido 6,9% em janeiro, mas abrandando face ao crescimento registado de 10,1% de dezembro. Já o mercado espanhol representou 9,9% do total e registou um crescimento expressivo de 26,5% no mês de janeiro.

 

Ao nível das regiões do país Lisboa teve um peso de 26,1% do total das dormidas em janeiro, aumentando 7,2% neste mês. Já o Funchal representou um peso de 11,7%, tendo registado um crescimento de 5,3%, enquanto a cidade do Porto teve um peso de 8,3% do total verificando um crescimento de 20,2% em janeiro.

Partilhar