NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Na lista de inscrições, Portugal é o quarto país melhor representado a seguir a Espanha, Israel e Itália. Programa “Sustainable Fast Track UK”, conta já com 14 candidatos nacionais, que poderão habilitar-se a um escritório em Londres e apoio no processo de fixação.

Cerca de 155 empresas de 20 mercados europeus inscreveram-se naquele que é o maior programa europeu destinado a empresas que operam na área da sustentabilidade. Dessas 155, 14 são portuguesas, fazendo de Portugal o quarto país mais representado na lista de inscrições, apurou o JE.

 

Apresentado em novembro, o Sustainable Fast Track UK, promovido pelo Department for International Trade (DIT) do Reino Unido é uma iniciativa que visa atrair empresas com soluções sustentáveis para aquela região.

 

As inscrições para o programa decorreram até esta segunda-feira, 10 de fevereiro, em 25 países da Europa e dirige-se a empresas com produtos ou serviços sustentáveis em seis áreas distintas: serviços financeiros, agricultura, economia circular, infraestruturas, energia e cuidados de saúde.

 

Os candidatos portugueses operam nas várias áreas abrangidas por esta iniciativa desde energia, economia circular, mobilidade, construção, agricultura e até finteche “são excelentes representantes do melhor que é desenvolvido em Portugal”, sublinha a Embaixada do Reino Unido em Portugal.

 

Todos os candidatos recebem apoios por parte do Sustainable Fast Track UK, que passam por descontos na sua instalação em espaços empresariais em Londres e acesso ao Sustainary Digital Hub, uma comunidade mundial que junta líderes com preocupações ambientais.

 

Aos vencedores, a par do apoio em todo o processo de fixação no país e de um escritório na capital inglesa, a organização garante aconselhamento legal, acesso a financiamento sustentável (green finance) e a oportunidade de se tornarem membros premium do Sustainary Digital Hub. As empresas ficam também com a possibilidade de entrar nos mercados africanos em crescimento, ao abrigo de um protocolo do Reino Unido.

 

Depois de ter estendido o prazo de inscrições até fevereiro, a organização anuncia que em março serão anunciados os finalistas, escolhidos por um júri composto por dois representantes de cada um dos 25 países participantes.

Partilhar