NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Adega Cooperativa da Lourinhã foi distinguida com uma medalha de ouro no Concurso International ‘Virtus 2019 Lisboa’ com a produção ‘Aguardente DOC Lourinhã XO/40% 26º série’.

O certame decorreu na capital portuguesa entre os dias 23 e 25 de Março e o néctar lourinhanense foi um dos quatro distinguidos entre 56 candidatos na categoria ‘Vinhos Espirituosos’. Este concurso contou com a presença de um observador da OIV – Organização Internacional do Vinho, que certificou a qualidade do evento e, entre os jurados, figurou apenas um enólogo português, o oestino Miguel Móteo que também pertence à Colegiada de Nossa Senhora da Anunciação da Lourinhã.

 

Trata-se do primeiro galardão internacional obtido pela marca própria da Adega Cooperativa da Lourinhã e conseguiu-o com a produção de aguardente do ano passado que se encontra à venda no mercado, fruto de 14 anos de envelhecimento em barris que estão nos seus armazéns. Segundo o presidente da direcção da instituição, João Pedro Catela, “a obtenção deste prémio vai dar a conhecer ainda mais este produto, sobretudo no mercado espanhol, sendo uma incógnita se vai ou não aumentar as nossas vendas”.

 

No ano passado as vendas da ACL subiram, em relação a 2017, cerca de 14%, o que representa a aceitação do mercado da Aguardente DOC Lourinhã produzida pela cooperativa. Em relação a novos mercados, destaque para o início neste ano das vendas para Macau e das negociações que estão em curso para exportação para vários países, entre os quais o Canadá e Estados Unidos da América. “A perspectiva para este ano é optimista”, acredita João Pedro Catela.

Partilhar