NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Fyde, startup norte-americana que desenvolve um software de acesso seguro a servidores, disponibiliza o seu produto de forma gratuita. A solução, desenvolvida pela equipa de engenharia no Porto, permite proteger os servidores de uma empresa, quer estejam na cloud ou alojados na infraestrutura física da empresa.

A Fyde quer dar a conhecer a sua solução que elimina os riscos de segurança associados ao tradicional acesso via VPN, utilizando o modelo Zero Trust Security, que parte do princípio de que nenhum utilizador é confiável e requer que qualquer pessoa, mesmo aquelas que já têm acesso à rede, tenham de ver o seu acesso verificado. Desta forma, mesmo que um atacante consiga o acesso a um recurso dentro de um servidor, não conseguirá aceder a mais nenhum.

 

“As startups de base tecnológica começam por usar ferramentas disponíveis online, que, muitas vezes, não são as mais seguras. Posteriormente, para se protegerem, acabam por optar por sistemas complexos que, não são suficientes para garantir um acesso seguro, como também não proporcionam uma boa experiência ao utilizador”, explica Luísa Lima, cofundadora e vice-presidente de engenharia.

 

A preocupação aumenta quando as empresas ganham dimensão e começam a utilizar serviços de outras empresas. “Nem todos têm conhecimento, mas 59% das empresas sofrem uma fuga de dados devido a fornecedores e apenas 16% efetivamente mitiga os riscos associados a terceiros. Ao reforçarmos a segurança dos nossos clientes, acabamos por ter um impacto positivo também nas empresas que lhes estão associadas, o que é um ótimo cartão de visita para as jovens startups”, acrescenta a responsável.

 

A Fyde tem os seus escritórios, onde toda a engenharia é desenvolvida, na cidade do Porto e, recentemente, fechou uma ronda de 2 milhões de euros, subscrita pela Bright Pixel, Portugal Ventures, Draper Nexus, Vertex Venture e Wells Fargo, para investir no desenvolvimento de produto e no crescimento do negócio.

Partilhar