NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O fundo soberano da Noruega, o maior do mundo, registou o maior retorno trimestral de todos os tempos. Fruto dos seus investimentos, foi alcançada uma taxa de retorno de 9,1%, cerca de 738 Biliões de Coroas (75 milhões de euros). 

Depois do prejuízo registado em 2018 de cerca de 485 Biliões de Coroas, o primeiro em sete anos, resultado da elevada volatilidade nos mercados de ações, o fundo volta a engordar.

 

Esta valorização do fundo norueguês é fruto sobretudo da forte recuperação das bolsas nos primeiros três meses do ano, o que significou uma crescente valorização das ações, que representam 69,2% dos investimentos do fundo (cerca de 1,4 % das ações mundiais). O fundo detém igualmente investimentos em títulos 28% e em imóveis 2,8%.

 

O fundo, administrado pelo banco central da Noruega (Norges Bank), criado nos anos 90 e que tem como objetivo garantir enquanto poupança a aposentadoria a gerações futuras e cobrir outras despesas estatais quando as reservas de petróleo se esgotarem, tem atualmente, em média, disponível 189 mil dólares para cada um dos 5,3 Milhões de Noruegueses.

 

Detendo investimento em  empresas de todo o mundo, incluindo na Galp, o fundo apresenta uma grande vulnerabilidade face aos mercados globais.  Atualmente existe uma maior atenção para os investimentos em tecnologia, com destaque para as maiores participações no final do semestre, Apple Inc. eMicrosoft Corp.

 

Segundo a Bloomberg, o fundo reduzirá o investimento no mercado imobiliário ao longo de 2019 não obstante esta continuará a ser uma área de investimento importante e que, poderá proporcionar um retorno real acima dos 3%.

 

 

Para mais informações consultar:

https://www.thelocal.no/20190503/record-quarter-for-norwegian-wealth-fund

https://www.bloomberg.com/news/articles/2019-05-03/norway-s-wealth-fund-surges-84-billion-after-snapping-up-stocks

Partilhar