NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Entre 2017 e Maio de 2018 foram investidos em activos imobiliários na Península ibérica mais de 27.500 milhões de euros, 7,5% do volume total investido em toda a Europa.

Esta é uma das conclusões da edição de 2018 do Guia de Investimento Imobiliário Ibérico, realizado pela consultora Cushman & Wakefield (C&W) em parceria com o escritório de advogados Uria & Menendez.

 

O Guia mostra ainda que as prime yields em ambos os mercados contraíram desde 2014 entre os 150 e os 200 pontos base, variando de acordo com o sector.

 

"O mercado espanhol atraiu naturalmente o maior volume de capital, pela superior dimensão da economia; mas os activos imobiliários nacionais têm vindo a despertar cada vez mais interesse, com a quota de mercado de Portugal na Península Ibérica a evoluir muito favoravelmente", revela em comunicado a consultora.

 

A C&W adianta ainda que e ao longo da última década, o mercado imobiliário nacional atraiu apenas 8% do total investido na Península Ibérica; "nos últimos 15 meses a quota de mercado evoluiu para os 11%. O sector de retalho, particularmente os centros comerciais, é o grande responsável por esta atractividade de Portugal para os investidores imobiliários. A quota de mercado do investimento em retalho na última década era de 13%, mas nos últimos 18 meses este valor evoluiu para os 24%", lê-se no relatório.

Partilhar