NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O quarto encontro empresarial do projeto Mondim Coopera realizou-se na segunda-feira, na Adega 7 Condes, em Mondim de Basto, e apresentou como tema de reflexão “As Estratégias para o Crescimento e a Internacionalização da Fileira do Granito em Mondim de Basto”.

O presidente da Câmara, Humberto Cerqueira, e o presidente do Núcleo Empresarial, Lúcio Machado, deram as boas-vindas aos empresários do setor, técnicos, oradores e demais participantes; falaram da importância da indústria extrativa para o desenvolvimento económico e social do concelho que tem 22 pedreiras a laborar e mais de 200 postos de trabalho ligados a este setor. Demonstraram ainda o interesse e disponibilidades destas duas entidades para apoiar a fixação e o crescimento destas empresas.

 

As apresentações dos oradores convidados para esta última sessão do projeto Mondim Coopera revelaram-se essenciais para que os empresários locais ficassem a par dos apoios existentes, da importância e das potencialidades da indústria extrativa no nosso país e no estrangeiro.

 

Teodoro Ramos Pereira, do IAPMEI, deu a conhecer as linhas de incentivos e apoios existentes para o setor da pedra natural, especificamente, para a indústria extrativa e indústria transformadora.

 

Miguel Goulão, Vice-Presidente executivo da ASSIMAGRA, incentivou a “Internacionalizar – com mais cooperação, melhor comunicação – valorizando a pedra portuguesa”.

 

Pedro Silveira, da AICEP, falou do papel da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, na internacionalização das empresas portuguesas.

 

Seguiu-se um espaço de networking, moderado por Miguel Goulão, que promoveu a partilha de experiências entre todos os participantes.

 

O projeto Mondim Coopera resultou de uma candidatura conjunta do Município e do Núcleo Empresarial de Mondim de Basto ao programa de financiamento Portugal 2020 e representou um investimento de 443 000 euros. Qualificar as PME's dos setores agroalimentar, restauração, alojamento, turismo e a indústria extrativa – granito em especial, para a aposta em fatores de inovação e diferenciação como geradores de competitividade, foi o principal objetivo deste projeto.

Partilhar