NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Já na zona euro, os dois indicadores aumentaram em fevereiro.

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) revelou, esta segunda-feira, que o indicador de atividade económica, disponível até janeiro, diminuiu ligeiramente e o indicador de clima económico, disponível até fevereiro, estabilizou.

 

"O indicador quantitativo do consumo privado desacelerou em janeiro, refletindo um contributo positivo menos expressivo de ambas as componentes, consumo corrente e consumo duradouro", refere o relatório do INE.

 

De acordo com a agência de estatísticas, considerando a atividade económica na perspetiva da produção, "o índice de volume de negócios e o índice de produção da indústria desaceleraram em janeiro. Por sua vez, o índice de volume de negócios dos serviços e o índice de produção da construção e obras públicas aceleraram", acrescenta.

 

Na zona euro, o indicador de confiança dos consumidores e o indicador de sentimento económico aumentaram em fevereiro.

 

"No mesmo mês, os preços das matérias-primas e do petróleo apresentaram variações em cadeia de 1,5% e -6,6%, respetivamente, ao passo que o índice da taxa de câmbio efetiva do euro apresentou uma variação homóloga de 9,6% em fevereiro, prolongando a apreciação verificada desde maio de 2017", adianta o INE.

Partilhar