NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O comércio internacional deu sinais de abrandamento em janeiro, com as importações a recuarem pela primeira vez desde agosto e as exportações a crescerem a um ritmo mais baixo.

As exportações de bens em Portugal aumentaram 4,2% em janeiro, no quinto mês consecutivo de aumentos, mas a um ritmo mais reduzido do que nos meses anteriores. Entre setembro e dezembro do ano passado as exportações cresceram sempre a um ritmo homólogo acima de 5%.

 

No que diz respeito às importações de mercadorias, desceram 1,9%, na primeira queda homóloga desde agosto do ano passado.

 

O comércio internacional dá assim sinais de abrandamento em Portugal, num mês em que os efeitos da propagação global do coronavírus ainda não se faziam sentir além da China.  

 

Com as exportações a subirem e as importações a descerem, o défice da balança comercial de bens registou uma diminuição de 339 milhões de euros em janeiro face ao mesmo mês de 2019, atingindo 1.539 milhões de euros em janeiro de 2020.

 

Segundo o INE, em janeiro destacam-se os acréscimos nas exportações e importações de combustíveis e lubrificantes (+50,3% e +14,3%, respetivamente) e a diminuição nas importações de material de transporte (-17,1%), principalmente outro material de transporte (aviões).


Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 1,5% e as importações decresceram 4,0% (respetivamente +2,9% e +1,5%, em dezembro de 2019).

Partilhar