NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

De 8 a 10 de novembro, a ViniPortugal lidera a comitiva nacional que vai participar na "Forum Vini", uma feira vínica de referência internacional, que tem lugar em Munique. Esta é uma oportunidade para dar a provar e conhecer vinhos portugueses de qualidade junto dos 9.500 visitantes esperados no evento, onde se incluem profissionais do setor e comunicação social.

A Alemanha é um dos principais mercados tradicionais de vinhos tranquilos e um dos destinos prioritários na estratégia de promoção da marca “Wines of Portugal”.

 

Adega Ponte Lima, Casa Santos Lima, Esporão, Filipe Palhoça Wines, Juliana Kelman Wines, Quinta do Paral, Casa Romana Vini, Monte da Ravasqueira e Wines and Winemakers by Saven formam a representação portuguesa no evento. 

 

Para além da oportunidade de conhecer vinhos nacionais no stand da ViniPortugal, os visitantes podem saber mais sobre a realidade vitivinícola nacional participando em dois seminários, conduzidos por David Schwarzwalder, jornalista e especialista em vinhos: “Lisbon and the surrounding wine regions”, no dia 8, e “Portugal’s complex white wine world”, no dia 9 de novembro.

 

A "Forum Vini" é uma feira de vinhos internacional, estabelecida desde de 1985 e organizada pelo grupo editorial alemão Meininger, que conta com cerca de 300 expositores.

 

A Alemanha é um mercado estratégico para a marca “Wines of Portugal”, integrando o top-10 dos principais mercados de destino dos vinhos portugueses. Em 2018 os vinhos portugueses tiveram um desempenho positivo neste mercado, com um crescimento de 7,5 por cento em valor, 5 por cento em volume e um aumento de 2,4 por cento no preço médio em 2018 face a 2017.

 

Os vinhos portugueses são cada vez mais uma tendência nos mercados internacionais. De acordo com um estudo desenvolvido em 2018 pela Universidade de Geisenheim para a "ProWein", cerca de um quarto dos especialistas alemães inquiridos planeiam incluir vinhos portugueses no seu portefólio no futuro. Alargando o âmbito de análise, o estudo revela que um em cada cinco retalhistas especializados e importadores de vinho coloca Portugal no topo das suas prioridades para complementar a gama de produtos do seu portefólio, o que faz com que Portugal esteja pela primeira vez no topo das preferências dos retalhistas e importadores da Europa Central.

Partilhar