NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Fundação tem 100 mil euros para financiar até dez plataformas ou aplicações de implementação rápida, que promovam a saúde publica e a mitigação dos efeitos da pandemia em Portugal.

A Fundação Gulbenkian anunciou esta quinta-feira que vai financiar até dez soluções digitais de implementação rápida (plataformas eletrónicas ou aplicações) que se destinem a promover a saúde pública e a mitigar os efeitos do novo coronavírus, que provoca a doença conhecida como Covid-19, em Portugal.

 

Para isso, a Gulbenkian tem 100 mil euros disponíveis e lançou um concurso para selecionar soluções digitais que disseminem mensagens de saúde pública e informação fidedigna sobre o surto, promovam cuidados de saúde remotos ou uma boa gestão dos sintomas e da doença, mobilizem recursos e redes de apoio ou satisfaçam outras necessidades (ainda não satisfeitas) associadas à pandemia.

 

As soluções podem ser apresentadas por entidades públicas e privadas com sede em Portugal, com ou sem fins lucrativos, e “terão que ser gratuitas, de acesso universal e de implementação imediata”, lê-se no comunicado da instituição.

 

A iniciativa enquadra-se no Fundo de Emergência de 5 milhões de euros criado pela Fundação para ajudar no combate ao coronavírus, que tem apoios destinados à área da saúde, ciência, sociedade civil, educação e cultura.

Partilhar