NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O primeiro-ministro cabo-verdiano anunciou hoje a interdição dos aeroportos de Cabo Verde, a partir de quarta-feira, a todos os voos provenientes de Portugal e restantes países europeus afetados pela pandemia de Covid-19, declarando a situação de emergência.

Num encontro com a sociedade civil, na Praia, sobre a pandemia de Covid-19, que em Cabo Verde ainda não registou qualquer caso confirmado, Ulisses Correia e Silva anunciou a declaração da situação de emergência, ao nível da proteção civil.

 

Além de Portugal, a interdição às ligações aéreas que entram em vigor a partir de quarta-feira afetam ainda os voos provenientes do Brasil, Estados Unidos da América, Senegal e Nigéria. 

 

A interdição vai vigorar, pelo menos, nas próximas três semanas, adiantou o primeiro-ministro.

 

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram.

 

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

 

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

 

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se no centro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos.

 

Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Partilhar