NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Minsait, empresa detida pela Indra, está a instalar um centro tecnológico na Amadora, o qual poderá chegar a perto de 300 pessoas durante o próximo ano. Os planos para expansão em Portugal não se ficam por Lisboa.

Tudo começou com um projeto para o BPI de terceirização de processos de negócios (designado no jargão tecnológico de BPO - "business process outsourcing"), mas ganhou dimensão própria. E agora, a Minsait inaugura, na Amadora, um centro tecnológico, no qual espera empregar 270 pessoas durante o próximo ano, mas admite que possa chegar às 300, revelou ao Negócios Vicente Huertas Pardo, CEO da Minsait, empresa detida pela espanhola Indra.

Para já arranca com cerca de 135 pessoas. "Queremos nos próximos seis meses ter a ocupação total do edifício", que se situa no parque de negócios Villa Park, no concelho da Amadora. "Ao mesmo tempo que estamos com este objetivo de crescimento agressivo também temos um modelo de ‘smart work’, de trabalho flexível, que vai permitir que muitos dos nossos profissionais possam escolher alguns dias da semana para trabalharem em casa". Isto pode acontecer em cerca de 20/25% do pessoal a trabalhar remotamente.

O gestor explicou ao Negócios que a escolha da localização se deve às acessibilidades existentes na Amadora, além de que o concelho permite "captar nas escolas locais técnicos para formação", até porque a empresa tem uma academia, na qual forma futuros trabalhadores para a Minsait. A empresa promove duas academias por ano, para mais de 30 profissionais. "O apoio da Câmara é importante", assegurou o mesmo responsável. O recrutamento passa-se em duas áreas principais: uma tecnológica, relacionada com o hardware e infraestruturas, e outra de desenvolvimento de software. E é aqui que entram as academias promovidas pela companhia, que garante um programa interno de dois meses. Tudo porque, desabafou Vicente Huertas Pardo, "a mão de obra não está fácil".

Tendo começado por uma operação de BPO, para o BPI, há cerca de dois anos e que "está a crescer", o centro tornou-se maior e num polo para dar serviços de tecnologias de informação mais alargados e a todo o tipo de indústrias. "Vamos incorporar outros serviços de áreas clássicas de tecnologias de informação", assumiu Huertas Pardo, acrescentando que haverá equipas de desenvolvimento de soluções e serviços de apoio a clientes europeus da Minsait. Há vários projetos a caminho, assegurou.

Não é, no entanto, tudo o que a Minsait pretende fazer. Vicente Huertas Pardo revelou ao Negócios que fez um acordo com a autarquia local para a criação de uma incubadora de start-ups de desenvolvimento de software, que poderão trabalhar com a plataforma desenvolvida pela Minsait, a Onesait Platform Community, que é uma comunidade global de programadores gratuita que permite a colaboração na construção de projetos digitais. O responsável chama a esta iniciativa uma incubadora de software, que diz também ter um objetivo de promoção de talento.

Além da Amadora, a empresa tem um escritório no Porto que já tem cerca de 100 pessoas, mais dedicado ao seu software de gestão. E admite, neste âmbito das soluções digitais, ver mais localizações a Norte do país, para expandir as operações. Poderá passar pela ampliação da área onde já está hoje em dia instalado, ou, mesmo, uma nova localização.


O que é a Minsait?

 

A Minsait é uma empresa detida pela espanhola Indra, que, por sua vez, está em Portugal desde 1997, com escritórios em Lisboa e no Porto, com um total de 700 profissionais.


A Minsait é o braço da Indra para a consultoria de transformação digital e tecnologias de informação. Aos poucos, em Portugal assumiu também essa designação, depois de ter passado, um período a chamar-se Minsait Indra


Há cerca de quatro anos em Espanha começou a assumir, na área das tecnologias de informação, a designação Minsait, e progressivamente incorporou-se nas diferentes geografias. A Portugal chegou, também primeiro com uma marca de transição Indra Minsait, e este ano foi comunicada a marca Minsait, como a designação para as tecnologias de informação. A Minsait, em Portugal, é liderada, desde o início deste ano, por Vicente Huertas Pardo.

Partilhar