NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Apesar do forte impacto da pandemia, António Rios Amorim, presidente da Corticeira Amorim, destaca a "resiliência" da empresa por não depender de um único mercado, produto ou país.

2020 vai ficar na história da Corticeira Amorim como o ano em que a pandemia de Covid-19 pôs fim a mais de uma década de crescimento. Quem o admite é António Rios Amorim, presidente do Conselho de Administração da Corticeira Amorim: “Ainda dependemos muito do mundo do vinho e, obviamente, este ano vamos ter um desempenho inferior, do ponto de vista do volume de negócios, ao do ano passado”.

 

Mais aqui

Partilhar