NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

28 milhões de dólares para apoiar projetos para combater os efeitos da seca e para desenvolvimento da agricultura e indústria em Moçambique.

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) entrega esta quarta-feira 28 milhões de dólares (22,7 milhões de euros) a Moçambique para apoiar dois projetos, um para combater os efeitos da seca e outro para desenvolvimento da agricultura e indústria. A formalização de entrega dos donativos vai decorrer em cerimónia a realizar no Ministério das Finanças, em Maputo.

 

Metade da verba vai servir para executar o Projeto de Recuperação da Seca e Resiliência Agrícola, “voltado para o desenvolvimento das capacidades das comunidades rurais para enfrentar os desafios das mudanças climáticas, pobreza, insegurança alimentar e degradação da terra”, refere-se num relatório divulgado pelo BAD.

 

Durante um período de cinco anos está previsto o fornecimento de infraestruturas de rega, melhoria das atividades de produção e comercialização de alimentos, bem como capacitação das comunidades afetadas em distritos expostos à seca, com um total de cerca de 20 mil beneficiários diretos e 20 mil beneficiários indiretos, indica o documento.

 

A outra metade do apoio vai para um projeto a decorrer também durante cinco anos para fortalecer a capacidade de formação e pesquisa aplicada da Universidade Lúrio, instituição de ensino superior pública moçambicana. Pretende-se impulsionar a criação de “mão-de-obra qualificada para que o país melhore a produtividade” nas áreas da agricultura e indústria, refere-se no resumo do projeto.

 

Os programas de agricultura e indústria da UniLúrio concentram-se na silvicultura, desenvolvimento rural e zootecnia, bem como engenharia computacional, civil, mecânica e geológica.

 

O projeto pretende ajudar a UniLúrio a aumentar também a empregabilidade e o empreendedorismo e a tornar o acesso à universidade mais equitativo, “contribuindo assim para melhorar a situação no sistema nacional de ensino superior”.

Partilhar