NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A libra esterlina regista uma queda de 0,37%. Na origem da quebra está a debilidade do consumo no Reino Unido. A libra desvalorizou 15% desde 2016, ano em que foi apresentado o Brexit.

A libra esterlina caiu esta terça-feira para novos mínimos de 2019 ao cotar-se a 1,112 euros, uma queda de 0,37%, devido à debilidade do consumo no Reino Unido, referem especialistas citados pela Efe.A moeda britânica, que desde o referendo do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) de 2016 desvalorizou-se cerca de 15%, recuava também no mercado de Londres face ao dólar, 0,42%, para 1,246 dólares.

 

As vendas a retalho no Reino Unido, anunciado pelo consórcio de retalhistas britânico (BRC nas siglas em inglês), registou uma contração anual de 1,6% em junho.

 

Os especialistas citados pela Efe não afastam uma possível recessão da economia britânica no segundo trimestre do ano, que suporia o primeiro recuo económico do Reino Unido desde finais de 2012.

 

O país vive uma situação de incerteza devido ao Brexit ou saída do país da União Europeia (UE), prevista para 31 de outubro, sem estar clarificado se haverá acordo.

 

O Reino Unido terá em finais deste mês um novo primeiro-ministro depois da anunciada demissão em junho último de Theresa May como líder conservadora e chefe do Governo, por não ter conseguido que o Parlamento aprovasse o acordo do ‘Brexit’ negociado com a UE.

 

Os candidatos à sucessão de May à frente do Governo são o ex-ministro de Negócios Estrangeiros e antigo presidente da Câmara de Londres Boris Johnson, o favorito, e o atual titular do Foreign Office, Jeremy Hunt.

Partilhar