NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Os únicos activos comerciais na Europa a oferecerem rendimentos acima dos 5% são armazéns de logística prime em mercados como a Dinamarca, República Checa, Espanha, Itália, Portugal, Roménia e Bélgica.

De acordo com os últimos estudos da Savills, também com a mesma rentabilidade, só os escritórios e centros comerciais em Atenas e Bucareste e, ainda, centros comerciais eretail parks no Reino Unido. “A prime yield média europeia, para os escritórios situados na CBD situa-se em 3,7%, com os shoppings a perfazerem 4,8% e os armazéns de logística 5,4%”, afirma o consultor imobiliário internacional (estimativas do 1º trimestre). Os investidores que procuram yields mais elevadas podem procurar oportunidades core e de maior valor acrescentado nos países nórdicos e no sul da Europa no caso de escritórios; cidades secundárias na Europa do Sul e do Leste no caso do segmento de logística; Reino Unido e Espanha para o segmento de retalho e Europa do Sul e Central para estudantes com objectivos específicos de alojamento.

 

Marcus Lemli, Head of European Investment e CEO da Savills na Alemanha, afirma: “No que se espera que continue a ser um ambiente de taxas de juro baixas, os spreads de valores yields continuarão a ser atrativos para aqueles que investem em imóveis europeus. A queda nas expectativas de um aumento da taxa de juros continuará a atrair capital para o sector imobiliário europeu, já que quem contrai empréstimo tem acesso a uma dívida barata. A yield de escritórios da CBD na Europa aumentou de 0,11% para 3,7%, entre Janeiro de 2018 e Janeiro de 2019, proporcionando ainda um spread atractivo de 2,5% sobre o custo da dívida a longo prazo.”

 

“Para os investidores que procuram retornos mais elevados, existem oportunidades de maior valor acrescentado em segmentos de mercado com sólidos fundamentos, como escritórios secundários. A maioria das capitais Europeias sofre com a falta de oferta, nos centros das cidades em particular. Como resultado da procura de escritórios de qualidade, as zonas menos centrais mantêm-se sólidas e com rendas estáveis ou mesmo em crescimento. As oportunidades de maior valor acrescentado deste tipo de oferta situam-se em Estocolmo, Copenhaga, Milão, Madrid, Barcelona, Oslo e Paris, com yields entre os 5,25% e os 6%. Os valores de yield podem até exceder os 6% para escritórios em cidades ditas secundárias no Reino Unido, Holanda, Suécia ou Bélgica", acrescenta Eri Mitsostergiou, director de European Research da Savills.

Partilhar