NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A International Paper firmou a aquisição da fábrica de Ovar, que emprega mais de 100 pessoas, no âmbito da operação de compra da Europac pela DS Smith, que tinha fica condicionada à aplicação de vários remédios, entre os quais a alienação da unidade ovarense.

Cinco meses depois de a Comissão Europeia ter dado luz verde à aquisição da espanhola Europac por parte da britânica DS Smith, tendo a decisão ficado condicionada ao cumprimento de vários remédios, como a compra de uma fábrica em Ovar e duas em território francês, a International Paper anunciou, esta quinta-feira, 18 de abril, que firmou a compra destas unidades.

 

"A International Paper anuncia que concordou em adquirir duas empresas de embalagens localizadas em Portugal (Ovar) e em França (Torigni e Cabourg) da DS Smith, por 63 milhões de Euros (71 milhões de dólares)", lê-se no comunicado enviado pelo grupo norte-americano.

 

Uma operação cuja conclusão está agora sujeita "às condições habituais de fecho do negócio", ressalva a mesma fonte, "incluindo as aprovações regulamentares, bem como a consulta do conselho de trabalhadores em França, que está prevista para os próximos seis meses", sublinha a International Paper.

 

"A embalagem de cartão ondulado é um negócio essencial para a International Paper, e as instalações de Ovar, Torigni e Cabourg vão complementar a nossa rede existente na Península Ibérica e em França Ocidental", afirma Eric Chartrain, diretor-geral do negócio de embalagens de cartão ondulado da International Paper na Europa, Médio Oriente e África (EMEA).

 

"Esta aquisição expande ainda mais as nossas capacidades e permite-nos servir os nossos clientes de forma mais eficaz, com soluções de embalagem inovadoras e personalizadas, criando valor integrado adicional com a nossa fábrica de papel reciclado em Madrid", acrescenta o mesmo gestor.

 

A International Paper apresenta-se como "líder global de produtos de embalagens e papel à base de fibras renováveis, com operações de produção localizadas na América do Norte, América Latina, Europa, Norte da África, Índia e Rússia".

 

Sediado em Memphis, Estado norte-americano do Tennesse, emprega 52 mil pessoas e fechou 2018 com vendas líquidas de 23 mil milhões de dólares (20,3 mil milhões de euros).

Partilhar