NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O porta-voz do Ministério do Comércio chinês anunciou esta quinta-feira, 7 de Novembro, que a China e os Estados Unidos chegaram a acordo para retirar gradualmente as tarifas. Contudo, a assinatura do acordo entre os líderes dos dois países deverá deslizar para Dezembro. A notícia está a ser avançada pela “Bloomberg”.

O montante de tarifas a ser retiradas na primeira fase, acrescenta o mesmo porta-voz, dependerá do conteúdo exacto do acordo.

 

De Washington, o porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, também afirma que «as negociações continuam e está a haver progresso no texto da fase 1 do acordo».

 

Recorde-se que Washington e Pequim têm estado em negociações para fechar um acordo comercial parcial que irá implicar que os Estados Unidos retirem algumas tarifas sobre as importações chinesas. Em contrapartida, a China terá assegurar a compra de bens agrícolas norte-americanos, entre outros produtos. O acordo deveria ser assinado em Novembro numa cimeira internacional no Chile que veio a ser cancelada, devido às fortes contestações.

 

A agência de informação financeira revela que dois locais – Alaska e Iowa – nos Estados Unidos já foram riscados da lista de possíveis anfitriões para esse encontro, cujo local ainda não está fechado, adianta o porta-voz do Ministério do Comércio chinês. Neste momento, estão também a ser avaliadas localizações na Ásia e na Europa.

 

De Washington os sinais que chegam também indicam que um acordo está iminente. “As negociações continuam e está a haver progresso no texto da fase 1 do acordo”, afirmou o porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, esclarecendo que irá comunicar o local da assinatura do acordo assim que estiver escolhido.

Partilhar