NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O ano passado não foi um bom ano para a economia argentina, mas o comércio eletrónico traz boas notícias, segundo dados da Câmara Argentina de Comércio Eletrónico. Em 2019, com números em vermelho em grande parte dos indicadores económicos, o comércio electrónico do país conseguiu arrancar desta tendência de crescimento de 76%.

Assim, o ecommerce fechou o ano com um volume de negócios de 403.278 milhões de dólares, crescendo 76% em relação ao ano anterior, mesmo a salvo da inflação incontrolável que arranhou 54%.

 

A CACE defende a maturidade do mercado digital do país e Gustavo Sambucetti, Diretor Institucional da CACE, diz que «o crescimento do faturação é muito grande, mas o crescimento do número de produtos vendidos também é digno de nota«.

 

De acordo com os dados da Câmara, 146 milhões de produtos foram vendidos durante 2019, o que representa mais 22% do que no ano anterior. Assim, foram feitos 89 milhões de pedidos de compra, o que, por sua vez, foi 12% maior do que em 2018.

 

Em termos do número de compradores, no ano passado foram adicionados ao comércio electrónico cerca de 828.000 novos compradores. Segundo os especialistas, este número é a prova de que o mercado atingiu uma fase de maturidade: as compras online de produtos de consumo diário estão a tornar-se cada vez mais comuns e 2 em cada 3 consumidores compram através da Internet pelo menos uma vez por mês.

Partilhar