NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Instituto Pedro Nunes liderou o projeto europeu, "RYME+", que apoiou as empresas do espaço sudoeste europeu na expansão internacional dos seus negócios. O evento de encerramento do "RYME+" realiza-se nos próximos dias 27 e 28 de maio, em Coimbra.

O projeto europeu "RYME+" apoiou a internacionalização de cerca de 100 pequenas e médias empresas do espaço sudoeste europeu. O Instituto Pedro Nunes (IPN) foi a entidade líder deste projeto de cooperação transnacional que incluiu parceiros no Brasil, Espanha, Estados Unidos da América, França, Israel, Portugal e Uruguai.

 

Ao longo do projeto, 33 empresas portuguesas, 37 espanholas e 32 francesas usufruíram de um vasto conjunto de benefícios para a expansão dos seus negócios, desde networking internacional, mentoring, preparação comercial, formação em mercados externos e interação com outras empresas inovadoras através de speed meetings.

 

Com o objetivo de transferir boas práticas de empreendedorismo e desenvolvimento tecnológico, foram ainda realizadas quatro missões comerciais no Brasil, Estados Unidos da América e Uruguai e uma missão de benchmarking a Israel. Participaram 43 empresas do espaço sudoeste europeu, que realizaram mais de 200 reuniões de negócios.

 

Mais de 70 por cento das empresas que participaram nestas missões foram bem sucedidas no processo de internacionalização com a concretização de vendas ou estabelecimento de parcerias.

 

O evento final do projeto "RYME+" realiza-se nos próximos dias 27 e 28 de maio, no Instituto Pedro Nunes, onde serão abordadas questões relacionadas com a internacionalização, nomeadamente a entrada nos mercados dos EUA, Uruguai, Brasil e Israel. Vão também ser apresentadas as estratégias que cada agência nacional e regional está a fazer para impulsionar a internacionalização em Portugal, Espanha e França.

 

O projeto "RYME+" funcionou num consórcio europeu liderado pelo IPN, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa de Cooperação Interreg V-B Sudoeste Europeu 2014-2020 (Programa Interreg Sudoe).

 

Mais informações aqui.

Partilhar