NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO) desenvolve este ano, nas Caldas da Rainha, a 3ª Edição do Tourism Explorers – o maior programa nacional de criação e aceleração de startups na área do turismo, promovido pela Fábrica de Startups em parceria com o Turismo de Portugal. As inscrições estão abertas até dia 31 de Agosto e são efectuadas através do site tourismexplorers.pt

A Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO) desenvolve este ano, nas Caldas da Rainha, a 3ª Edição do Tourism Explorers – o maior programa nacional de criação e aceleração de startups na área do turismo, promovido pela Fábrica de Startups em parceria com o Turismo de Portugal. As inscrições estão abertas até dia 31 de Agosto e são efectuadas através do site tourismexplorers.pt


A EHTO fomenta, há mais de uma década, a criação de condições ideais para explorar o potencial dos alunos num propósito de fomentar a cultura empreendedora de forma a que os mesmos, após terminarem o curso, estejam preparados, motivados e conscientes para desenvolverem a sua própria Startup inovadora e diferenciadora. E mesmo não sendo esse o objectivo prioritário do aluno, a formação e a experiência prática adquiridas no estabelecimento de ensino, vão no sentido de desenvolverem uma agilidade mental e uma postura que são aplicadas naturalmente no decurso das suas vidas, valorizando-se a si próprios, à sua área profissional, contribuindo também para incentivar outros a seguir os mesmos passos no que concerne a importância desta escola na área do desenvolvimento das Soft Skills e no Know How.


Neste sentido, a EHTO oferece uma diversidade de programas específicos que vão ao encontro não só dos seus alunos como também está aberta a todos os empreendedores interessados na área do turismo, quer a nível nacional quer internacional.
Esta atitude impulsionadora e agregadora gera uma dinâmica viva com várias entidades estimulando o ecossistema empreendedor da Região Oeste, de acordo com a estratégia definida pelo Turismo de Portugal.


Para além das aulas de empreendedorismo e de iniciativa empresarial, são muitos os Programas de Empreendedorismo que a escola desenvolve durante o ano.
Um dos programas que saliento, aberto a todos os interessados, é o Tourism Explorers que visa apoiar a criação de projectos alinhados com a estratégia do Turismo de Portugal para o crescimento sustentável do setor do turismo. (Estratégia 2027). Sem dúvida que é fundamental garantir que os projectos emergentes dêem resposta aos desafios reais do sector, tendo em conta essencialmente a mobilidade, a acessibilidade, a sustentabilidade e ecologia, a valorização do património e o recurso a tecnologias como a realidade aumentada e blockchain.


Dividido em duas Fases – Ideação e Aceleração, o programa vai decorrer, em simultâneo, nas cidades de Abrantes, Angra do Heroísmo, Aveiro, Caldas da Rainha, Coimbra, Covilhã, Évora, Faro, Lisboa, Portalegre, Porto e Setúbal.
Na primeira fase, a decorrer nos dias 11, 12 e 13 de setembro, os participantes têm como objectivos criar equipas, ideias e, finalmente, encontrar uma solução inovadora perante o desafio que lhes for colocado.


Na Fase de Aceleração, a ter lugar nos dias 24 e 26 de setembro e 3, 8, 10 e 17 de outubro, vão ser desenvolvidos seis Bootcamps com o objectivo de validar o segmento, o negócio e as soluções encontradas.
Nesta fase, as equipas vão ter oportunidade de testar e validar o seu modelo de negócio. Em qualquer um dos casos, os participantes vão sempre poder contar com o apoio de uma alargada rede de formadores e mentores especializados quer a nível nacional, quer a nível regional.


O dia 17 de outubro, à tarde, será destinado à Final Local para encontrar o vencedor que irá disputar o prémio Final (10.000€), no dia 24 de outubro aquando da Final Nacional.
A Metodologia seguida pela Fábrica de Startups (FastIdea e FastStart) parte do princípio de que, mais do que a ideia, o importante é garantir que se tem clientes. O seu enfoque está em definir e orientar o negócio ao segmento de cliente e de mercado e validar o seu negócio de forma a minimizar o risco a nível financeiro.


A todos os participantes é entregue uma Startup Box, baseada nos princípios de Lean Startup e Design Thinking. A mesma incorpora um conjunto de ferramentas que vão ajudar os participantes a decidir e a estruturar o seu negócio. É importante transmitir aos empreendedores a necessidade de concretização e de materialização dos seus pensamentos e estratégias de forma física e/ou digital, contrariando a tendência de somente idealizar o seu negócio.
Este é um programa que se salienta por ser ministrado em simultâneo em 12 cidades, facto que aumenta a escala de networking entre os empreendedores, visto que todos se encontram com um objetivo comum: fazer o turismo crescer de forma inovadora e sustentável.


Estamos a falar de mais de 400 projectos desenvolvidos e apresentados, contando com mais de 1000 participantes nas duas últimas edições, a nível nacional.
Actualmente, várias startups que se iniciaram no Tourism Explorers, estão a ter sucesso: a “Live Electric Tours” recebeu 700k de investimento da Portugal Ventures e foi considerara a melhor startup da europa, na área do turismo; a “City Check” recebeu o prémio de inovação europeu “Visa Award Connected Commerce”; a “Breadfast”, em dois anos, conseguiu valorizar o seu negócio e foi recentemente comprada pela “Eat Tasty”; a “Sailside” foi a vencedora da edição de 2017 do Tourism Explorers, começando a sua atividade em Portugal e operando, hoje, em destinos como o Brasil, Espanha ou os Emirados Árabes Unidos.


Relativamente à cidade de Caldas da Rainha, saliento um crescimento notório do número de projectos iniciados nas duas Fases do Tourism Explorers. A EHTO tem aumentado as parcerias estabelecidas regionalmente sinónimo de uma mais valia ao desenvolvimento do Programa. O vencedor da cidade de Caldas da Rainha vai receber 30 horas de consultoria na empresa Núcleo Inicial e 6 meses de incubação na empresa Partnia. Todos os projectos, depois de terminar o Programa, são encaminhados para entidades parceiras da EHTO no sentido de dar seguimento ao respectivo negócio. Para além destas duas empresas parcerias, a EHTO estabeleceu as seguintes parcerias: Turismo do Centro de Portugal; Câmara Municipal de Caldas da Rainha; União de Freguesias Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório; Junta De Freguesia – Santo Onofre E Serra Do Bouro; OesteCIM – Comunidade Intermunicipal do Oeste, Leader Oeste; Oeste Portuga; ACCCRO – Associação Empresarial das Caldas da Rainha Óbidos e Oeste; ACIMG – Associação Comercial e Indústrial da Marinha Grande;  AIRO – Associação Empresarial da Região Oeste, Jornal das Caldas;  Jornal das Caldas; Rádio MAIS OESTE 94.2fm; Gazeta das Caldas; Óbidos.Com;  Parque Tecnológico de Óbidos; 91 FM Rádio; SILOS Contentor Criativo; Loading New Leaders.
Na minha opinião, como coordenadora do Tourism Explorers na cidade de Caldas da Rainha desde da primeira Edição, esta é uma oportunidade de ouro que os empreendedores têm para pensarem os seus negócios, desenvolverem as suas ideias, criarem novos contactos e novos conhecimentos. Acima de tudo, procuramos negócios sólidos, conscientes, estruturados e alinhados com os desafios reais do sector. Do sonho à realidade temos de percorrer um caminho. O Programa Tourism Explorers é uma oportunidade para preparar esse caminho antes de começar a caminhar, para que o percurso seja mais confiante e consistente.


E são todos os agentes activos da Região que se juntam à Fábrica de Startups, a entidade que promove o Tourism Explorers, para capacitar mais empreendedores para os desafios do presente. Deste modo, com cada um a fazer a sua parte, a Região desenvolve-se e a qualidade de vida aumenta. Precisamos de agir e pensar, tendo em conta que somos uma cidade, uma região, um país, um todo global.

 
Formadora da EHTO e coordenadora do Tourism Explorers nas Caldas da Rainha

Partilhar