NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Turismo do Algarve considera que a realização deste tipo de eventos na região será uma poderosa alavanca para a retoma da atividade turística, a médio e longo prazo, não só pelo impacto económico que representam, mas também pela notoriedade que conferem ao destino.

A confirmação do Grande Prémio de Portugal de MotoGP no Autódromo Internacional do Algarve, a realizar-se no próximo mês de novembro, animou o setor do turismo em Portugal que, devido à pandemia, tem registado fortes quebras na faturação, com especial impacto na região algarvia.

 

Assim, a final de MotoGP junta-se às outras duas competições desportivas de topo (Portugal Masters – de 10 a 13 de setembr e o Campeonato Mundial de Fórmula 1 – de 25 a 27 de outubro) que escolheram o Algarve como palco principal.

 

“Estas são excelentes notícias para o Algarve”, defende João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve. “Depois do Mundial de Superbike, que se realizou neste último fim de semana, a região irá ainda receber, até ao final do ano, mais três competições desportivas de topo, pelo que não podemos estar mais orgulhosos”, refere em comunicado.

 

O responsável afirma ainda que a escolha do Algave para estas competições vem reforçar o esforço que a região tem vindo a fazer “para voltar a posicionar o Algarve como um destino seguro junto da opinião pública”.

 

Assim, o Turismo do Algarve considera que a realização deste tipo de eventos internacionais na região será uma poderosa alavanca para a retoma da atividade turística, a médio e longo prazo, não só pelo impacto económico que representam, sobretudo tendo em conta que se realizam em época média-baixa, mas também pela notoriedade que conferem ao destino, posicionando-o como uma opção junto dos viajantes que procuram um turismo de qualidade superior.

 

O Autódromo Internacional do Algarve vai receber a última corrida da época do mundial de Moto GP que vai ser realizada no fim de semana de 20 a 22 de novembro. Recorde-se que a competição conta com o português Miguel Oliveira ao serviço da equipa KTM.

Partilhar