NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O grupo português MECWIDE, presente em Moçambique desde 2013, associou-se às iniciativas de apoio à província de Sofala, fortemente atingida pelo furacão IDAI, que atingiu o sudeste de África em março deste ano. A MECWIDE promoveu, junto de um conjunto alargado de empresas e associações, em Portugal e em Moçambique, uma recolha de bens que permitiu juntar 13 toneladas de artigos

Os artigos incluem vestuário, medicamentos, produtos alimentares, produtos de higiene e de limpeza, tendo sido doados ao Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC)  e entregues às populações mais afetadas na cidade da Beira, capital da província.

 

A cerimónia de entrega dos bens teve lugar esta semana, no dia 11 de setembro, na unidade industrial da empresa na Matola, município da província de Maputo, na presença do diretor de Prevenção e Mitigação de Calamidades, César Tembe. A Delegação da AICEP em Maputo testemunhou também esta ocasião.

 

Para que este recolha de bens fosse possível, 35 empresas portuguesas associaram-se à iniciativa.

 

A unidade industrial da MECWIDE na Matola, com atividade centrada na indústria metalomecânica, é fruto de um investimento de 3,5 milhões de euros. O grupo está também presente nos mercados de Angola, Singapura, Espanha e Holanda.

Partilhar