NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Associação Internacional de Transportes Aéreas aponta uma perda de 63 mil milhões a 113 mil milhões de dólares em receitas devido ao surto. Só na Europa, a quebra estimada é de 9% ou 6,6 mil milhões.

O turismo está no topo dos setores afetados pelo coronavírus. E o problema já se está a refletir nas companhias aéreas, tanto a nível nacional, com a TAP, como no mercado europeu e no resto do mundo. Estão a aplicar planos de contingência agressivos, que incluem reduções de voos, cortes de custos e até despedimentos.


Mais aqui

Partilhar