NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Bright Pixel, Portugal Ventures, Draper Nexus, Vertex Venture e Wells Fargo participaram na ronda de financiamento da Fyde e acabam de investir 2 milhões de euros na startup norte-americana.

A Bright Pixel, parceira da Sonae IM, a área do grupo focada no investimento em empresas tecnológicas, acabou de fazer um coinvestimento de 2 milhões de euros na empresa Fyde, que desenvolve software para facilitar o acesso remoto e seguro a servidores das empresas.

 

A Bright Pixel fecha assim a sua segunda ronda de investimento numa startup norte-americana e reforça o seu portefólio de cibersegurança, entrando numa vertente que ainda não estava coberta pelas atuais participadas.

 

“A cibersegurança tem sido uma área chave para a Bright Pixel, devido ao seu potencial de aplicabilidade aos mais diversos setores e à grande necessidade de soluções inovadoras e flexíveis, uma vez que os ataques estão também em constante evolução”, afirma Celso Martinho, cofundador e CEO da Bright Pixel.

 

Nesta ronda de financiamento, a Fyde viu reforçada a confiança dos investidores atuais, Draper Nexus e a Vertex Ventures, fundos de capital de risco e a entrada de novos investidores, como a Wells Fargo Ventures, a Portugal Ventures e a Bright Pixel.

Fundada em 2017, a Fyde é uma startup norte-americana mas conta com dois portugueses, José Luís Pereira, CTO, e Luísa Lima, vice-presidente de engenharia, irá aplicar este investimento no desenvolvimento de produto e no crescimento do negócio, de forma a reforçar o portefólio em cibersegurança do venture builder studio e o seu posicionamento a nível internacional.

 

“A equipa da Fyde está muito entusiasmada por contar com investidores portugueses como parte do projeto. Este investimento irá ajudar a Fyde a expandir a equipa no Porto com mais talento em engenharia, produto e vendas, por forma a caminhar para o crescimento sustentável da empresa”, destaca Luísa Lima.

 

A sede da Fyde é nos EUA mas o departamento de engenharia fica no Porto e conta com uma equipa de cerca de 20 colaboradores. Luísa Lima explicou que como “a maior parte da equipa da Fyde está sediada no Porto, contamos com a Bright Pixel para nos ajudar a envolvermo-nos cada vez mais no ecossistema de empresas portuguesas, assim como para nos dar apoio na nossa expansão das vendas ao nível europeu”, refere.

 

A experiência da equipa da Fyde foi relevante para este investimento, uma vez que três dos seus quatro fundadores criaram, em 2012, a Remotium, startup na área que foi posteriormente vendida à Avast, uma empresa líder mundial na área de endpoint security.

Partilhar