NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Anunciado em setembro de 2018 o plano estratégico nacional para o setor da saúde francês “Ma santé 2022” tem como um dos pilares a transformação digital do setor da saúde em França. Desde então este setor tem registado um grande dinamismo quer por parte do setor público francês como do setor privado.

Relativamente ao setor público, medidas têm sido tomadas por diversas entidades no sentido de fomentar a digitalização da saúde em França, entre elas: desde 15 de setembro de 2018 que as consultas realizadas à distância via internet são comparticipadas pelo Governo Francês; após 14 anos do lançamento do projeto, em outubro de 2018, foi reativado o “Dossier Médical Partagé”, que consiste num historial de saúde que pode ser consultado online pelo próprio utente e por qualquer profissional de saúde; e a parceria entre o bpi France (banco público de investimento) e a Harmonie Mutuelle (maior companhia de seguros mutualista em França), que visa a criação de um fundo de 50 milhões de euros destinados a startups francesas de saúde digital.

 

Quanto ao setor privado a transformação digital do setor da saúde em França tem atraído não só grandes empresas (e.g. Sanofi e L’Oréal), mas principalmente inúmeras startups. Até há pouco tempo as startups francesas deste setor centravam-se principalmente na simplificação dos processos administrativos, como por exemplo a startup francesa Doctolib, que foi criada em 2013 e hoje é um dos “unicórnios” do ecossistema empreendedor francês. Hoje as startups francesas evoluem para outros domínios do setor da saúde e apresentam soluções tecnológicas para atividades de diagnóstico, prescrições médicas, acompanhamento médico e mesmo tratamento de doenças (fonte: La Tribune). No ano de 2018 as startups francesas da chamada “e-santé” atraíram investimentos de cerca de 230 milhões de euros.

 

Esta abertura recente do mercado francês num setor ainda pouco desenvolvido pode representar uma oportunidade para todas as empresas portuguesas que ofereçam este tipo de serviço.

Partilhar