NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Lisboa está na moda. Ainda assim, o peso do turismo na capital é inferior à média do contributo total do setor.

O verão terminou mas as ruas de Lisboa continuam movimentadas por turistas de toda a parte. “Lisboa está na moda” é uma frase que temos ouvido com alguma frequência. Apesar desta ideia, um relatório apresentado esta segunda-feira pelo World Travel & Tourism Council (WTTC) revela que Lisboa é uma cidade de baixa intensidade turística relativa.

 

O contributo do turismo na capital portuguesa para o PIB nacional é de apenas 5,7% enquanto no total do país, o setor tem um peso de 6,8% na riqueza gerada. Lisboa ainda não consegue fazer frente à região do Algarve que, por enquanto, continua como destino de eleição par quem vem de fora, diz o relatório.

 

Não se deixe enganar pelos trolleys calçada acima, calçada abaixo. A tendência tem vindo sempre a descer. Se em 2007, Lisboa era responsável por 47% do PIB gerado pelo setor do turismo, em 2017 o valor tombou para 31,8%. O estudo da WTTC prevê que, em 2027, a queda seja para 28,3%.

 

Ao nível do emprego, o peso da capital no total do país acompanha a tendência. De acordo com o estudo, os 82 mil empregos ligados ao turismo em Lisboa representavam 38,6% do total do setor. Apesar do aumento de trabalhadores, para 109 mil em 2017, a cidade já só correspondia a 27,2% do emprego no turismo. Para 2027, a WTTC prevê um novo aumento do número de trabalhadores, para 120,2 mil, mas ainda assim, o peso volta a cair para 24,4%.

Partilhar