NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Em Portugal, as exportações aumentaram 4% para 9,8 mil milhões de euros durante o mês de fevereiro, revelam os dados. No entanto, as importações portugueses representaram a maior subida, em termos percentuais, na zona euro.

As exportações de bens na zona euro para o resto do mundo atingiram 183,3 mil milhões de euros em fevereiro. Este valor representa um aumento de 4,4% em comparação com o período homólogo de 2018, quando se registaram 175,6 mil milhões de euros, releva o Eurostat esta quarta-feira.

 

As importações fixaram-se em 165,4 mil milhões de euros, representando um aumento de 4% em relação a fevereiro de 2018, onde o valor ficou em 159 mil milhões de euros. Assim, a área euro registou um excedente de 17,9 mil milhões de euros no comércio de bens para fora da Europa, durante o mês de fevereiro deste ano, quando no mesmo mês de 2018, tinham apresentado um excedente de 16,5 mil milhões de euros.

 

Entre janeiro e fevereiro de 2019, as exportações na área euro para o mundo aumentaram em 3,4%, para 366,8 mil milhões de euros. As importações aumentaram para 347 mil milhões de euros, uma subida de 3,6% em comparação com o mesmo período de 2018.

 

Desta forma, a zona euro registou um excedente de 19,8 mil milhões de euros, sendo que no período homólogo de 2018 se tinham registado 19,6 mil milhões de euros. Já o comércio dentro da Europa subiu para 326,8 mil milhões de euros, representando um aumento de 3,5% face ao ano passado.

 

Em Portugal, as exportações aumentaram 4% para 9,8 mil milhões de euros durante o mês de fevereiro do presente ano, revelam os mesmos dados. Para a Europa, as exportações apresentaram uma subida de 6%, com um valor de 7,6 mil milhões de euros no mês de fevereiro. Para o resto do mundo, as exportações apresentaram uma queda de 1%, sendo que apenas se registou 2,1 mil milhões de euros.

 

Nas importações portuguesas, a subida foi de 14% para 13,3 mil milhões de euros. Para dentro da União Europeia, as importações revelaram um aumento de 13% com valores a rondar os 10 mil milhões de euros. Já fora da UE, ainda que o valor seja de 3,3 mil milhões de euros, esta apresenta a maior subida, a atingir 19%.

Partilhar