NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A China tornou-se um grande ator do mundo vitivinícola, com a segunda maior área de vinho do mundo. Em contrapartida, a Europa tem vindo a perder peso relativo no mercado. Uma conversa com Jean-Marie Aurand, diretor-geral da OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho.

Na semana em que Portugal é palco das jornadas científicas Wine Track, Jean-Marie Aurand, diretor-geral da OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho, em entrevista ao Expresso, fala dos novos desafios que o sector enfrenta, da produção ao consumo. “O mundo do vinho está a mudar”, diz. E ser jovem viticultor? “Só temos boas razões para estar otimistas e encorajar os jovens a abraçar a viticultura, uma profissão que exige competências, mas também muita paixão”, responde.

 

Leia mais aqui

Partilhar