NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Apesar da caída abrupta do turismo desde que foi decretada a pandemia com o Covid-19, o INE - Instituto Nacional de Estatística, avança hoje, que até Fevereiro o sector do alojamento turístico deverá ter registado 1,6 milhões de hóspedes e 3,9 milhões de dormidas, aumentando16% e 15,3%, (+12,2% e +7,6% em Janeiro) respectivamente, face ao período homólogo.

As dormidas de residentes aumentaram 27,2% (+12,1% em Janeiro) e as de não residentes cresceram 10,0% (+5,6% em Janeiro).

 

Segundo o INE, os hóspedes residentes terão sido 777,6 mil, o que se traduziu num acréscimo de 23,9% (+12,9% em Janeiro) e os hóspedes não residentes terão atingido um total de 828,4 mil e aumentaram 9,5% (+11,6% em Janeiro). Estes resultados foram influenciados pelo efeito do período de Carnaval, que este ano ocorreu em Fevereiro e no ano anterior ocorreu em Março. Adicionalmente há também que considerar outro efeito de calendário, dado que Fevereiro teve 29 dias em 2020, mais um que em 2019.

 

A maioria dos principais mercados emissores registou crescimento em Fevereiro. Destacaram-se os aumentos registados pelos mercados espanhol (+41,4%), canadiano (+32,8) e brasileiro (+32,4%). Já influenciado pelos efeitos da COVID-19, o mercado chinês registou um decréscimo de 51,3% em Fevereiro.

Partilhar