NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Foi assinado sexta-feira, 17 de Maio, no Funchal, um protocolo entre a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo e a Associação de Promoção da Madeira para a realização do 45º Congresso Nacional da APAVT na ilha da Madeira, entre os dias 14 e 17 de Novembro.

A última vez que a APAVT realizou o seu congresso na Madeira foi em Novembro de 2010, ano em que, no mês de Fevereiro, se tinha abatido sobre a ilha uma tempestade devastadora e de consequências trágicas. Em solidariedade com o povo e o turismo madeirense, a direcção dos agentes de viagens portugueses escolheu então este fantástico destino turístico para a realização do seu 36º Congresso.

 

Nove anos depois, numa situação bem diferente mas com o turismo da Madeira e do Porto Santo a sentirem os efeitos do “Brexit”, a APAVT volta a dizer presente e a realizar a sua reunião magna no Funchal.

 

A secretária Regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, depois de agradecer à APAVT a escolha da Madeira para a realização do seu congresso anual, destacou a importância que tem para a região receber “centenas de agentes de viagens que vão poder conhecer o destino in locco”. A responsável pelo turismo madeirense valorizou ainda a realização do evento pela importância que o mercado continental tem para a região, sendo o terceiro mercado emissor com crescimentos positivos ao longo destes últimos três anos”, adiantando que “este evento vem reforçar o posicionamento do destino neste mercado emissor”.

 

Paula Cabaço deu a entender que o protocolo agora assinado entre a APAVT e a APMadeira não é um acto isolado, antes faz parte de uma estratégia que tem um dos seus pontos relevantes na campanha de promoção do destino, cujo mote é “Este é o ano de ir à Madeira”. Uma campanha exclusiva para o mercado português que, segundo a secretária Regional do Turismo e Cultura “apela à diversidade da oferta do destino. Estamos a falar de um destino que oferece experiências ligadas à natureza, à gastronomia, à cultura” e que tem como objectivo atrair um maior número de turistas nacionais.

 

Para o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, a escolha da Madeira para receber o 45º Congresso da Associação fica a dever-se a várias circunstâncias, nomeadamente “pelos números relacionados com o turismo que são produzidos na Madeira, pelo peso destes números no PIB da Madeira e pela importância do mercado emissor nacional para a realização destes números”, factores que, segundo o responsável, são determinantes para que “a Madeira seja o lugar perfeito para a realização deste congresso”.

 

Pedro Costa Ferreira sublinhou ainda o facto de estar ser a quinta vez que a cidade do Funchal vai receber o congresso da associação, tornando-se no destino nacional que mais vezes recebeu este evento, um número que só tem paralelo com Macau.

 

Ainda sem mote tem logótipo, que serão apresentados mais tarde, e embora os temas ainda não estejam definidos, o congresso, segundo avançou o presidente da APAVT, irá debruçar-se sobre temáticas como Brexit, a falência de várias companhias aéreas europeias e um problema que considerou “anacrónico”, que é o do aeroporto da Madeira.

Partilhar