NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Portugal vai participar no Smart City Expo World Congress 2020, o evento líder internacional em inteligência urbana, que reúne os principais atores globais em inovação no contexto das smart cities, promovendo a partilha de projetos, o estabelecimento de parcerias e a identificação de oportunidades de negócio.

No dia 18 de novembro, a AICEP organiza, em parceria com a NOVA IMS, um side event digital, integrado na agenda deste Congresso, onde seis empresas portuguesas apresentam os seus projetos. A sessão de 30 minutos é moderada por Miguel Castro Neto da NOVA Cidade – Urban Analytics Lab, da NOVA Information Management School (NOVA IMS).

 

A sessão, subordinada ao tema “Discover how Portugal is leveraging research and innovation to build and deploy smart and sustainable cities globally”, visa explorar os principais contributos das empresas portuguesas para o desenvolvimento do ecossistema das cidades inteligentes, a nível nacional e internacional, e conta com a presença da Ubiwhere, Wavecom, Deloitte, CEiiA, Future COMPTA, Mobinteg e ainda da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP).

 

As cidades enfrentam atualmente grandes desafios, fruto da concentração da população mundial nas zonas urbanas. Mas encerram também um enorme potencial para o uso de novas tecnologias que permitem, já hoje, aumentar a eficiência no planeamento e gestão das cidades, tornando-as mais sustentáveis. É necessário não esquecer que as cidades produzem um enorme volume de dados – graças aos sensores e à “internet das coisas” – que, aliados às novas tecnologias, como é o caso da Inteligência Artificial, permitem às Autarquias lidarem com a eficiência da iluminação pública, a gestão da água e dos resíduos urbanos, o barulho, a poluição ou o tráfego. As empresas que representam Portugal no Smart City Expo World Congress 2020, partilham uma vocação fortemente inovadora no contexto das cidades inteligentes e têm desenvolvido um trabalho notável, não só no território nacional, mas também internacional”, nota João Dias, administrador da AICEP.

 

Para Miguel de Castro Neto, subdiretor da NOVA IMS e coordenador do NOVA Cidade – Urban Analytics Lab: “A construção da inteligência urbana num contexto de profunda transformação das cidades e territórios, decorrente da necessária resposta à emergência climática e aos desafios colocados pela pandemia, coloca a capacidade de adotar estratégias de inteligência urbana que reúnam os vários atores – autarquias, empresas, academia e cidadão – como fator crítico de sucesso para um novo paradigma de cidade e uma nova geração de produtos e serviços mais sustentáveis, inclusivos, seguros e resilientes. Em Portugal temos vindo a assistir ao surgimento de um cluster de empresas que lidera a inovação e a promoção de uma alteração do paradigma de planeamento e gestão dos espaços urbanos, centrado no cidadão e tirando partido dos mais recentes desenvolvimentos tecnológicos disponíveis, no que denominamos de ‘Smart Portugal’. Neste evento teremos oportunidade de conhecer como hoje se constrói o futuro das Smart Cities em Portugal e apresentar a ambição de levar o potencial inovador do nosso país além fronteiras”.

Partilhar