NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O 365 Algarve vai regressar em Outubro com oito meses de intensa programação cultural. Na sua 4ª edição, que decorrerá até Maio de 2020, haverá novas propostas e mais de 400 eventos em toda a região.

Três anos depois de ter sido lançado pelas áreas governativas da Cultura e da Economia, a 4ª edição do 365 Algarve vai trazer novas propostas artísticas, um número mais alargado de actividades ao ar livre e uma programação que visa promover os saberes e usos de um Algarve quase desconhecido.

 

A decorrer entre Outubro de 2019 e Maio de 2020, o 365 Algarve contará com “mais de 400 eventos em todos os concelhos do Algarve, que aprofundam o cruzamento entre a cultura e o turismo”, lê-se no comunicado do governo, onde se destaca também que “quase metade dos projectos apoiados são novos face à última edição”. Em destaque vai estar a estreia do Festival da Comida Esquecida/Forgotten Food Festival que vai propor aos visitantes piqueniques inspirados nos anos 30 e 40 e experiências culinárias em locais monumentais do Algarve, além de passeios nas hortas com recolha de alimentos e aulas de cozinha, e uma festa de encerramento dedicada à comida das famílias algarvias.

 

Novidade será também o Out (In)Verno que irá ligar as artes à divulgação da ciência, com uma proposta de concertos temáticos, caminhadas e oficinas científicas, bem como o A(prender-me) no Algarve que integrará oito experiências em carrinhas “pão de forma” para mostrar o Algarve tradicional e os ofícios locais.

 

Para a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, “o 365 Algarve tem sido um instrumento importante para alargar o turismo ao longo de todo o ano no Algarve, criando oferta cultural na época baixa, através de uma programação conjunta cultura e turismo”. A governante sublinha ainda que os “400 eventos que ocorrerão na época baixa são motivos adicionais para promover o Algarve como um destino todo o ano, atenuando a sazonalidade”.

 

Por seu turno, a secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, destaca que “a programação prevista para a 4ª edição do 365 Algarve reforça que a Cultura é a peça-chave para descobrir outro Algarve depois do Verão” e que esta é uma “programação cultural de excelência, que contribui para combater a sazonalidade, reforçar a coesão do território, ao atrair milhares de visitantes, e levar Portugal ao mundo no que o país tem de melhor e de diferenciador: A Cultura”.

 

Com um investimento anual de 1,5 milhões de euros, o 365 Algarve já mobilizou mais de 377 mil espectadores que puderam assistir a mais de 1500 eventos.

Partilhar