NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

No Algarve, a taxa de ocupação registou uma descida, devido à quebra na procura por parte do turismo britânico, irlandês e holandês.

Em outubro, os hotéis do Algarve atraíram mais portugueses do que estrangeiros, apontam os dados da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) divulgados esta quinta-feira. A taxa de ocupação global média por quarto não teve grande alteração, apenas menos 1%, quando comparada com outubro do ano passado.

 

Em outubro, a taxa de ocupação global média por quarto o Algarve foi de quarto foi de 71,2%, uma descida motivada pela queda da procura por parte do turismo internacional. Neste caso, o maior recuo foi do mercado holandês (menos 13,4%), seguindo-se o britânico (menos 6,8%) e o irlandês (menos 6,5%). O mercado nacional foi o que apresentou a maior subida (+14,5%), atenuando a descida verificada. Desde janeiro, a taxa de ocupação quarto desceu 1,5%.

 

Já as vendas seguiram ventos opostos, com uma subida de 3,5% quando comparado com o período homólogo, tal como o volume de negócios que aumentou 3,1%.

 

Em agosto, os dados da AHETA já mostravam que o mercado britânico tinha recuado 13,3%.

Partilhar