NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O cônsul-geral de Portugal em Macau e Hong Kong agradeceu hoje, em nome do Governo português, a doação de material de proteção para hospitais nacionais pela comunidade portuguesa no território.

"Em nome do Governo português, gostaria de agradecer a todas as associações e indivíduos, reunidos no seio de uma Comissão Solidária, pelo empenho e dedicação demonstrados ao longo da campanha de solidariedade a favor daqueles que se encontram na linha da frente no combate à covid-19 em Portugal", escreveu Paulo Cunha Alves, numa mensagem divulgada na página do Consulado Geral na rede social Facebook.

 

Na segunda-feira, a Comissão Solidária, que desenvolveu a iniciativa, anunciou ter já enviado 25 mil fatos de proteção e 1,25 milhões de máscaras para hospitais portugueses, adquiridos com o montante angariado na campanha solidária realizada em março e abril no território.

 

"Durante várias semanas, foram recolhidos fundos e materiais junto da sociedade civil de Macau que, unida em torno desta nobre causa, respondeu à campanha de forma generosa e incondicional, com donativos que ultrapassaram todas as expetativas dos organizadores", salientou.

 

O material já entregue na representação diplomática de Portugal na República Popular da China foi adquirido pelo montante de 4,25 milhões de renminbi (cerca de 556 mil euros), de acordo com um comunicado da Associação dos Médicos de Língua Portuguesa de Macau, publicado no Facebook.

 

A campanha Covid-19 - Portugal Conta Solidariedade para os profissionais de saúde dos hospitais portugueses resultou na angariação de mais de 4,66 milhões de patacas (cerca de 540 mil euros), "tendo o Banco Nacional Ultramarino [BNU] doado o montante em falta", indicou a Associação.

 

Os equipamentos de proteção, consoante as especificações do Ministério da Saúde de Portugal, vão ser "remetidos para os hospitais portugueses, num processo coordenado pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde", referiu.

 

A iniciativa, coordenada por uma Comissão Solidária que reuniu cerca de três dezenas de associações e instituições do território, contou com o apoio institucional do Consulado-Geral de Portugal em Macau e Hong Kong, da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e do BNU.

 

Em Portugal, morreram 1.247 pessoas das 29.432 confirmadas como infetadas, e há 6.431 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

 

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 318 mil mortos e infetou mais de 4,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

 

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

 

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Partilhar