NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A rede de carregadores ultrarrápidos, que permitem recuperar 300 km de autonomia em 15 minutos, já começou a ser instalada.

A Ionity anunciou que vai instalar 340 postos de carregamento ultrarrápido com potência de até 350 kW em 13 países da União Europeia, incluindo Portugal. Uma rede que se vai centrar nas vias que ligam os vários países e «localizações remotas onde a adoção de veículos elétricos ainda é baixa». Segundo o comunicado de imprensa, esta rede, denominada de EUROP-E, foi desenhada para ficar operacional em paralelo com o lançamento de veículos elétricos de marcas europeias. Recorde-se que a Ionity resulta de uma parceria entre a BMW Group, a Daimler AG (dona da Mercedes), a Ford Motor Company e o grupo Volkswagen (incluindo Audi e Porsche).

 

Os carregadores vão ter uma potência máxima até 350 kW, o que deverá permitir recuperar até 300 km de autonomia em apenas 15 minutos de carregamento. Isto para futuros automóveis que suportem este nível de potência. Atualmente, a grande maioria dos carros elétricos têm potência máxima de carregamento abaixo dos 100 kW. Mas já existem alguns modelos com velocidade de carregamento acima. É o caso do Audi E-Tron, que atinge os 150 kW, e os Tesla, com níveis de potência máxima de 120 kW (recentemente a Tesla anunciou que os Model 3 vão suportar potências de carregamento acima dos 200 kW na nova geração dos Supercharger da marca).

 

O projeto EUROP-E tem um custo total previsto de 195,5 milhões de euros, com coparticipação da União Europeia em 39,1 milhões de euros.

 

Segundo a Ionity, atualmente já existem 38 estações de carregamento ultrarrápido operacionais e 32 outras estão em estado avançado de construção, prevendo-se que fiquem em funcionamento nos próximos meses.

 

A Ionity não indicou datas para a instalação da rede agora anunciada, mas a Exame Informática sabe que os planos da empresa incluem instalar a primeira estação em Portugal já este ano.

Partilhar