NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O encontro de arranque da EIA, no Banco Santander, vai sortear três admissões para os participantes presentes e as inscrições já estão abertas online.

É já esta sexta-feira que ocorre o pontapé de saída da edição de 2018 da European Innovation Academy em Portugal, a maior aceleradora de inovação da Europa.

 

Na apresentação do dia 6 de abril, que decorrerá na sede do Banco Santander, em Lisboa, a partir das 17:00, vai estar o presidente da EIA, Alar Kolk, e os embaixadores da academia em Portugal vão oferecer três ingressos para a EIA 2018. As inscrições para o meetup de sexta-feira já estão abertas online e são gratuitas.

 

No evento será apresentado em detalhe o programa da EIA deste ano, que volta a realizar-se em Cascais, entre 15 de julho e 3 de agosto. Nesta reunião estarão também vencedores e participantes de edições anterior da EIA – portugueses e estrangeiros – que vão partilhar as suas experiências e as mais-valias com que saíram desta academia.

 

Alguns dos participantes e vencedores portugueses – foram 13, de entre os 50 estudantes integrados nas 10 equipas que saíram vitoriosas em 2017 –, formaram o EIA Portuguese Ambassador Club e enquanto embaixadores do evento em Portugal vão oferecer três entradas na EIA 2018.

 

“O processo é simples, explicou Pedro Fonte, CEO do projeto Renvest, um dos vencedores do ano passado. “Vão ser distribuídas senhas à entrada que, no final, serão sorteadas num site digital criado para o efeito”. Isto significa que, pelo menos para três sortudos participantes, a passagem pelo meetup de sexta-feira vai render milhares de euros, já que o preço das inscrições na EIA 2018 oscila entre os 1700 e os 2000 euros, como se pode verificar na página de registo do evento.

 

Apesar do preço, a participação nesta autêntica fábrica de produção de talentos de negócios é algo que Pedro Fonte aconselha. “Na EIA aprendemos ferramentas e métodos de empreendedorismo importantíssimos que não servem só para o projeto que defendemos lá, mas para uma vida inteira”

 

O seu Renvest, por exemplo – uma plataforma de crowdfunding que vai permitir às pessoas investir em projetos imobiliários com montantes a partir dos 50 e 100 euros – só não arrancou porque aguarda a publicação da legislação para o setor, que está para breve. “Mas está tudo pronto e o interesse das pessoas é imenso, a julgar pelos muitos mais com solicitações que recebemos”, diz.

 

O Banco Santander, com o seu programa Santander Universidades, é um dos seus principais patrocinadores da EIA, razão por que o evento de lançamento de sexta-feira vai decorrer no auditório da sede deste banco, na Rua da Mesquita, em Lisboa, junto à Praça de Espanha.

Partilhar